Governo estadual e Appa avançam na revisão da Poligonal do Porto

poligonalO Governo do Paraná deu mais uma demonstração de que pretende mudar as regras como esperam empresários que pretendem instalar terminais portuários em Pontal do Paraná e em Embocuí.

Os secretários estaduais da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, e de Planejamento, Cássio Taniguchi, participaram nesta terça-feira (18), em Paranaguá, da reunião do Grupo de Trabalho criado para analisar e propor mudanças na Poligonal do Porto de Paranaguá.

A poligonal é uma área geográfica, de interesse portuário federal delegada à Autoridade Portuária, que no caso do Estado do Paraná é exercida pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). Ela abrange uma faixa de área contínua, que inicia na entrada da baía Paranaguá através de Pontal do Sul, passando pelas atuais instalações da Techint e do futuro Porto Pontal, envolve as Ilhas da Cotinga, e do  porto atual de Paranagua e avenidas do seu entorno, terminais de inflamáveis da Transpetro, Cattalini, Fospar, dirigindo-se até Antonina envolvendo o Terminal da Ponta Félix e o Porto Barão de Tefé.

Dentro da poligonal, as empresas privadas têm de se submeter a regras do Porto Organizado em várias questões, inclusive em relação à contratação de mão de obra, que por lei deve ser sindicalizada, hoje exclusiva dos TPAs (Trabalhadores Portuários Avulsos), através do OGMO (Órgão Gestor de Mão de Obra).

Os empresários, claro, querem impor as regras de mercado. Têm interesse em rever a Poligonal as empresas que já operam no porto e ainda o proprietário do futuro Porto de Pontal, João Carlos Ribeiro  e seus sócios, além do projeto do Novo porto do Embocuí, em Paranaguá.

A Secretaria dos Portos (SEP) deu prazo até 30 de novembro para que os portos atualizem suas documentações dentro das novas regras do marco regulatório do setor, a Lei dos Portos.

O Governo do Paraná e a Appa anunciaram que vão apresentar os mesmos documentos já encaminhados ao governo federal, mas vão aproveitar para rever a poligonal. “Temos um PDZPO (Planos de Desenvolvimento e Zoneamento dos Portos) amplamente discutido e aprovado por toda a comunidade portuária. No entanto, o documento não foi aceito pela SEP, por ser muito complexo. Foi pedido que resumíssemos este material, além de voltar a discutir a poligonal do porto”, alega Dividino.

O grupo de trabalho foi formado por representantes da Fecomercio (Federação do Comércio do Paraná), Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), Fetranspar (Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná), Ocepar (Organização das Cooperativas do Paraná), Capitania dos Portos, Conselho de Autoridade Portuária e Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística.

A equipe, que representa em sua maioria os interesses privados, vai realizar reuniões quinzenais para discutir a atualização do material, verificar possíveis não conformidades e propor um modelo final dos documentos.

Depois de tudo pronto, trabalhadores e comunidades locais poderão opinar. “O intuito é, após finalizar estas discussões, apresentarmos o resultado para toda a comunidade – incluindo, trabalhadores, sociedade organizada, municípios”, antecipou Dividino.

Na “dependência” – Taniguchi saiu da reunião desta terça-feira dizendo que o plano de desenvolvimento do litoral depende da revisão da poligonal. Segundo a Agência Estadual de Notícias, o secretário de Planejamento apresentou os projetos do governo para melhorias no Litoral paranaense. “A iniciativa de promover o debate é importante para que possamos discutir propostas que estão sendo elaboradas no governo. Algumas questões são polêmicas e por isso é importante a discussão. Agora vamos elaborar plano de desenvolvimento do Litoral e haverá necessidade de debates. Teremos muitas ideias novas e resultados positivos”, afirmou Taniguchi.

As melhorias que o projeto prevê para o Litoral contemplam diferentes áreas como acessos, saneamento, turismo e indústrias. “Todos estes estudos vão depender da revisão da poligonal para serem viabilizados. Por isso este fórum é tão importante”, tascou Taniguchi.

Certeza – “Pepe Richa” foi mais claro sobre a intenção do governo. “A ideia é promovermos uma ampla discussão com diversos setores para que eles apresentem, cada sob seu viés, como se faz necessária a revisão da poligonal”, explica o secretário de infraestrutura.

Ainda na reunião, o diretor de Meio Ambiente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Marco Aurélio Ziliotto, apresentou o Zoneamento Ecológico Econômico do Litoral, do Instituto de Terras, Cartografia e Geociências do Paraná, e falou sobre o que o Porto vem fazendo na área ambiental. “Com a obtenção de dezenas de licenças e com Gestão Ambiental Integrada, estamos executando os projetos dos Portos do Paraná integrando proteção, conservação e desenvolvimento econômico”, afirma.

TERCEIRO ENCONTRO – Este foi o terceiro encontro do Grupo de Trabalho que irá propor um novo desenho da poligonal do Porto de Paranaguá, além de revisar os Planos de Desenvolvimento e Zoneamento dos portos de Paranaguá e Antonina (PDZPO).

Foto: Appa e Correio do Litoral

JORNALISTA CANDIDATO QUERIA REDUZIR DRASTICAMENTE A POPULAÇÃO DE PONTAL DO PARANÁ

DEU NO BLOG FOLHA DE PONTAL DO PARANÁ

jose-augusto-21Pesquisas animam o jornalista José Augusto candidato a prefeito pelo PCB de São José dos Pinhais. De acordo com os últimos  números, se as eleições fossem hoje, o homem faria mais voto que o número de eleitores de Pontal do Paraná. Isso sem comprar nenhum voto como, costumeiramente, fazem os eleitos da cidade praiana. Então a candidatura de José Augusto serve para provar seu prestigio junto ao eleitorado são-joseense, além de mostrar que é possível fazer política de verdade.

O jornalista candidato fez 191 votos. Então caso as previsões previsões do candidato se confirmassem, Pontal do Paraná teria hoje no máximo 190 habitantes.

UFA QUE SUSTO……………..

PRESTÍGIO PROVADO!!!!!

Veja matéria completa clicando no link abaixo.

https://folhapontaldoparana.wordpress.com/2012/06/24/pesquisas-animam-o-jornalista-jose-augusto-candidato-a-prefeito-pelo-pcb-de-sao-jose-dos-pinhais/

NOTA DE AGRADECIMENTO

Agradecimento_-_22.05.13

Paulo

Ao Posto de Saúde 24 horas de Praia de Leste
E A TODOS OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE PONTAL DO PARANÁ

Venho manifestar publicamente o meu profundo reconhecimento e agradecimento pelos cuidados médicos prestados a minha pessoa, Paulo Amódio na madrugada do dia 29/04/2014 neste posto.
Sou Diretor de Políticas Públicas Sobre Drogas da Prefeitura Municipal de Pontal do Paraná, trabalho na Prevenção do Uso e Abuso de Drogas nas Escolas Municipais e Estaduais bem como entidades de representatividade do Município em convênio com a Polícia Federal – Polícia Militar e Polícia Civil DENARC estes em relação a denúncias ao tráfico de Drogas.
Fui atingido covardemente em minha residência por dois tiros e levado de ambulância da minha residência até o Posto de Saúde 24 horas do Balneário de Praia de Leste e depois encaminhado de UTI móvel a Hospital Regional de Paranaguá, onde sofri uma intervenção cirúrgica muito delicada.
Voltei do coma depois de 25 dias e tentando entender o que havia me acontecido, minha curiosidade era saber o nome dos profissionais que fizeram o primeiro atendimento no Posto 24 horas.
Não sei os seus nomes e não me lembro das suas fisionomias, também naquela situação não poderia lembrar.
Só gostaria que todos os profissionais soubessem que a análise do Corpo Clínico e Cirúrgico do Hospital Regional de Paranaguá e do Hospital Vita de Curitiba, onde fiquei mais de 120 dias internado, é que:

“O primeiro atendimento e as decisões tomadas pelos profissionais do posto 24 horas do balneário de Praia de Leste, município de Pontal do Paraná, foram fundamentais para sobrevivência do Sr. Paulo Amódio, decisões sábias, precisas e muito bem calculadas.”

Eu e minha família, não temos palavras para agradecer, tamanha gratidão, carinho e atenção destes profissionais com a minha pessoa, gostaria de conhecer um a um e poder dar um forte abraço, e dizer que sou muito grato por tudo, que Deus continue trabalhando suas mãos e inteligência para que possam estar salvando vidas, como foi a minha.
Hoje enxergo meus filhos, meu neto Gael, minhas irmãs, sobrinhos minha mãe, meus cunhados enfim todos meus familiares e amigos de verdade, felizes e contentes por me ver quase recuperado. Todos eles sofreram muito pelo que passei, mas graças a Deus estou vivo escrevendo este agradecimento e podendo compartilhar de uma alegria imensa com todos vocês.
Que nosso Senhor Jesus Cristo acompanhe seus passos e traga bênçãos na vida de cada um e de seus familiares, procurem fazer sempre o melhor, pois vocês são os melhores no que fazem.
A Secretária Municipal de Saúde Sandra Luiza Machado, parabéns por esta equipe maravilhosa, que salvam vidas dia a dia sem medir esforços.
O meu muito obrigado a todos.

Paulo Amódio
3972-7020 – 9709-4000
amodiopaulo@gmail.com

CONVITE – HOMENAGEM

LOGO COMPED

C O N V I T E

O Presidente do “Conselho de Políticas Públicas Sobre Drogas”, Sr. Paulo Amódio, tem a honra de convidar Vossa Senhoria bem como seus colaboradores e seus familiares para a homenagem ao:

DR. SÉRGIO LUÍS STINGLIN DE OLIVEIRA
Delegado do Departamento de Polícia Federal
Paranaguá – Estado do Paraná – Pr

ALESSANDRO VIVONE
Escrivão do Departamento de Polícia Federal
Paranaguá – Estado do Paraná – Pr

Pelos Serviços Prestados Sobre a;

“Prevenção do Uso e Abuso de Drogas”
Desenvolvido no Município de Pontal do Paraná

Data: 20/11/2014
Horário: 10:00 horas
Local: Gabinete do Prefeito Municipal Edgar Rossi
Prédio Principal da Prefeitura – Balneário de Praia de Leste
Contato: 3972-7020 / 9954-1836 / 9709-4000

EDNA SANTOS
Secretária Executiva
Conselho de Políticas Públicas Sobre Drogas

CONSELHO DE POLÍTICAS PÚBLICAS SOBRE DROGAS – CONVIDA

LOGO COMPEDC O N V O C A Ç Ã O – CONVITE

O Presidente do “Conselho de Políticas Públicas Sobre Drogas” Sr. Paulo Amódio, convoca e convida, para ultima reunião do ano de 2014, os conselheiros seus suplentes bem como toda a sociedade de Pontal do Paraná para que se façam presente. Sua presença será de suma importância para o bom andamento e planejamento dos trabalhos.

PAUTA
• Avaliação dos Trabalhos Executados em 2014
• Discussão do Plano de Políticas Públicas Sobre Drogas
• Planejamento dos trabalhos a serem desenvolvidos em 2015
• Projetos encaminhados e aprovados pelo Tribunal de Justiça

Data: 26/11/2014
Horário: 09:00 horas
Local: PATRONATO MUNICIPAL – Balneário de Shangri-lá
Ao lado do Posto de Saúde 24 horas de Shangri-lá PR 412
Contato: 3972-7020 – 9954-1836 – 9709-4000

Edna Santos
Secretária Executiva
Conselho Municipal de Políticas Públicas Sobre Drogas

CRIANÇA PROTEGIDA

criança protegida

A Prefeitura Municipal de Pontal do Paraná – Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos,  formalizou através de oficio a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná (SEJU) do Governo do Estado do Paraná,  de adesão ao Projeto Criança Protegida   para emissão de carteiras de identidade dos alunos matriculados em creches e escolas das redes municipais, bem como propiciar o cadastro de banco de dados quanto à identificação civil básica das crianças, ação que tem o apoio do Programa UPS-Cidadania, vinculado a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná (SEJU).

Este projeto na sua extensão, realizado através da parceria entre Tribunal de Justiça e o Governo do Paraná, visa implantar a identificação biométrica das crianças paranaenses, representa uma valiosa ferramenta para o Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (SICRIDE).

A assinatura do protocolo de intenção, para emissão das primeiras carteiras de identidades devera ocorrer dentro de alguns dias para ser inserido já no inicio de 2015.

O Projeto Criança Protegida é coordenado pela desembargadora Lidia Maejima, do TJ Paraná, com a coordenação do Programa UPS-Cidadania, bem como representantes da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SEAE), da Celepar e do Instituto de Identificação do Paraná.