Império: Téo Pereira surta, vai em cana

TheoTéo Pereira (Paulo Betti) não perde uma fofoca em Império, novela das nove da Globo. Só que o blogueiro provará do próprio veneno no capítulo de hoje. Tudo começa com o processo que ele disputa com Cláudio (José Mayer) sendo arquivado pela Justiça. O fofoqueiro surta, ameaça a juíza e termina preso por uma noite por desacato à autoridade. Téo, inclusive, sai do fórum algemado. “Ele vê que os presos entram na dele, pois são seus leitores. Aí, ele fica completamente à vontade”, detalha o ator Paulo Betti. Com a prisão, Téo vira notícia em todos os sites e até bate o recorde de cliques no próprio blog. “Ele vai sentir o que fez com os outros, mas ele não aprende”, afirma Betti, que mais uma vez promete cenas engraçadas. “Na prisão, vai ter muito humor. Ele passa por um teste que os presos fazem: eles querem que ele invente na hora uma fofoca tipo as do blog. Téo tira de letra, e eles vibram. Tiram selfies, e Téo promete dar a eles novos aparelhos de telefone, para que cliquem muito no blog”, afirma  Betti, que ama o personagem.  Após ser preso, Téo se concentra em atacar o Comendador (Alexandre Nero), com a desculpa de se tornar um jornalista sério e investigativo. Téo reúne depoimentos de Cora (Marjorie Estiano), Maurílio (Carmo Dalla Vecchia) e Danielle (Maria Ribeiro). “Téo não muda, não aprende, ele é maligno. O lobo perde o pelo, mas não perde o vício, como o próprio Téo diz”,  pontua Betti. “Ele quer destruir a reputação do José Alfredo”, encerra.

Com certeza com esse barulho todo o Blog Téo deve ter passado a 1 milhão de acessos e caminhar a passos largos para os 2 milhões.

RELATÓRIO DE TRABALHO E PLANEJAMENTO – DEPARTAMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS SOBRE DROGAS

A Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos – Secretário Nelson Mademar – Departamento de Políticas Públicas Sobre Drogas – Conselho Municipal de Políticas Públicas Sobre Drogas através de seu Diretor e Presidente Sr. Paulo Amódio, vem disponibilizar e informar a vossas senhorias, o relatório das atividades desenvolvidas no ano de 2014 e o planejamento a ser aplicado no ano de 2015.

Slide1Slide2Slide3Slide4Slide5Slide6Slide7Slide8Slide9Slide10Slide11Slide12Slide13Slide14

PRAIAS DO PARANÁ ESTÃO PRÓPRIAS PARA BANHO

folder_balneabilidade_2010Instituto Ambiental do Paraná (IAP) divulgou nesta quinta-feira (11) o primeiro boletim de balneabilidade do Verão Paraná, que será lançado pelo Governo do Estado no próximo dia 18 (quinta-feira). Os índices serão divulgados todas as quintas-feiras. Nos mais de 90 quilômetros de orla serão monitorados 47 pontos, sendo seis deles na Ilha do Mel.

O primeiro boletim mostra que em toda orla paranaense apenas a Ponta da Pita, em Antonina, está considerada como imprópria para banho.

No Litoral, os veranistas podem acompanhar a qualidade das águas por intermédio de bandeiras instaladas na orla e em totens eletrônicos presentes em vários balneários. A bandeira de cor vermelha significa que a água está imprópria para banho nos 100 metros à esquerda e à direta da sinalização. A azul indica que a água possui bons índices e pode ser aproveitada pelos banhistas.

Os veranistas de todo Estado também podem conferir os boletins de balneabilidade, durante toda a temporada, no site do IAP (www.iap.pr.gov.br). Os dados também serão divulgados nos comércios locais.

 

Operação Verão Paraná 2014/2015 contará 2.895 policiais e bombeiros militares para a segurança dos paranaenses

Operação VeraoA Polícia Militar do Paraná divulgou na tarde desta sexta-feira (12/12) o esquema de segurança da Operação Verão Paraná 2014/2015 que contará com 2.895 militares estaduais (sendo 1929 policiais militares e 966 bombeiros) que atuarão nas costas Leste e Oeste, no Paraná. Além do capital humano, o Governo do Paraná está disponibilizando, por meio da corporação, dezenas de viaturas e motos, além de módulos móveis e os Caminhões de Comando e Controle (para monitoramento), entre outros equipamentos.

“Isso tudo é para que a população litorânea e flutuante possa ser bem atendida nesta temporada, afinal quem não quer praia, sol e calor? No entanto, tem que ser com segurança pública e isso é por nossa conta, mas não esqueça também da sua responsabilidade”, declara o Comandante-Geral da Polícia Militar do Paraná, coronel César Vinícius Kogut, que estará no lançamento das atividades no litoral na próxima quinta-feira (18/12), às 16h, na praia Central em Guaratuba.

Nesta época tão esperada, centenas de pessoas deixam suas casas na capital, ou em outras cidades do Paraná, e seguem ao litoral para curtir férias e descansar com suas famílias e amigos. “De acordo com estimativas iniciais da Polícia Militar deve haver um aumento de 15% no número de pessoas que devem descer ao litoral para as festas de fim de ano, natal e ano novo. Na virada do ano passado foram registrados pela corporação um público aproximadamente de 1,3 milhão de pessoas no litoral”, afirma o Coordenador Operacional da Operação Verão Paraná 2014/2015 na Costa Leste, major Nivaldo Marcelos da Silva.

“Estamos preparados para recepcionar nossa população volante e para proteger a população local com uma tropa especializada e treinada para as mais diversas atividades operacionais como fiscalização de trânsito, abordagens, prevenção, policiamento comunitário, orientações, patrulhamentos aéreos, salvamentos e buscas”, garante o major.

Sendo assim, todas as pessoas que viajarem ao litoral ou para outras regiões do Estado vão encontrar, nos mais de 12 mil quilômetros de rodovias estaduais, policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) realizando fiscalizações com radares fotográficos e bafômetros, além orientações em relação às questões de segurança do veículo e das pessoas que o utilizam.

Ao chegar no litoral, os veranistas encontrarão nos mais diversos pontos viaturas policiais, recentemente adquiridas pelo Governo do Estado, que farão policiamento presença, patrulhamento ostensivo e repressivo, abordagens e orientações. Na orla marítima, os policiais circularão motorizados, a pé, de motocicletas e bicicletas para proteger as pessoas que por ali passeiam.

Na areia, além do sol e do mar, os pais encontrarão duplas de policiais que distribuirão pulseirinhas para as crianças, nas quais serão colocados o nome dos pequenos e o telefone de um responsável. Além da pulseirinha, o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar estará em toda a extensão do litoral com 99 postos guarda-vidas, equipamentos e com guarda-vidas para evitar afogamentos e desaparecimentos.

Para apoiar o Corpo de Bombeiros e o efetivo da Polícia Militar, o Batalhão de Operação Policiais Militares Aéreas – antigo Grupamento Aero-Policial Resgate (Graer) – disponibilizará helicóptero que realizarão trabalhos que vão desde fiscalização e patrulhamento aéreo até resgate de vítimas de trânsito e afogamento. Os bombeiros também contarão com motocicletas, lanchas, barcos infláveis, ambulâncias, moto-aquáticas entre outros para melhor atender a população.

As unidades especializadas da PM como o Batalhão de Operações Especiais (BOPE), a Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), o Regimento de Polícia Montada (RPMon) e a Ação Integrada de Fiscalização Urbana, além do Serviço Reservado, também realizarão ações específicas e operação pontuais. “Teremos em momentos específicos operações de reforço e ações preventivas para contribuir com as ações diárias”, disse o major.

RELEMBRANDO A PRISÃO DE JUAN CARLOS RAMÍRES ABADÍA – MEGA TRAFICANTE PRESO PELO NOVO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ – DR. FERNANDO FRANCISCHINI

abadia.JUAN CARLOS RAMÍRES ABADÍA O HOMEM DE MIL FACES

abadia-plasticas

O esconderijo de um dos traficantes mais procurados do mundo foi descoberto em agosto, no Brasil. Mesmo após dezenas de cirurgias plásticas para mudar a fisionomia, Juan Carlos Ramirez-Abadia, 44 anos, foi reconhecido e preso pela Polícia Federal em um condomínio de Aldeia da Serra, na Grande São Paulo. A polícia dos Estados Unidos, que também procurava o traficante, oferecia uma recompensa de US$ 5 milhões por informações que levassem à sua captura.
Abadia, conhecido pelo apelido de Chupeta, foi surpreendido às 6h30 do dia 7 de agosto, em sua mansão de luxo. Na residência, a Polícia Federal localizou um bunker, com paredes falsas e ligações subterrâneas. A prisão ocorreu durante a Operação Farrapos, realizada em seis Estados (SP, RJ, PR, SC, MG e RS). Para a PF, Abadia escolheu o Brasil para se esconder, pois achava que poderia passar despercebido, por se tratar de um país continental.
Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, Abadia teria montado um esquema no Brasil para lavar pelo menos US$ 9 milhões oriundos do tráfico de drogas. Considerado um dos principais líderes do Cartel Vale del Norte, da Colômbia, ele também foi acusado de usar mais de 30 documentos falsos e corromper agentes públicos.
Após a prisão, a PF seguiu fazendo buscas em mansões que pertenciam a Abadia e a seus comparsas. Em uma delas, na região de Campinas (SP), foram encontrados US$ 952 mil e 420 mil euros enterrados. Em Jurerê Internacional, no norte da Ilha de Florianópolis (SC), a PF encontrou 122 mil euros, o equivalente a R$ 307 mil. No total, 322 bens do traficante, avaliados em US$ 400 milhões, foram bloqueados pela Justiça.
Em outubro, o governo dos Estados Unidos formalizou o pedido de extradição do narcotraficante. O ministro Eros Grau, do Supremo Tribunal Federal (STF), recebeu a solicitação de extradição por meio do Ministério da Justiça brasileiro.
Em depoimento, Abadia acusou delegados do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) de tentar extorqui-lo. Um dos integrantes da quadrilha, Daniel Maróstica, teria sido obrigado a pagar US$ 800 mil a policiais ligados ao delegado Pedro Pórrio para libertar um membro do grupo em 2006. A polícia negou as acusações, mas o delegado foi preso e oito policiais foram afastados.
Ramificação
Uma ramificação da quadrilha de Abadia foi descoberta com a prisão cinco colombianos e dois brasileiros no Uruguai, também em agosto. Eles fariam parte do Cartel do Norte do Valle, cujo líder seria Abadia. O colombiano Gustavo Durán Bautista, 50 anos, foi identificado como chefe da organização, e seu sobrinho, Juan Durán Parra, como seu “braço direito”.
Bautista, segundo a PF, também movimentava grande quantidade de dinheiro no Brasil e usava uma fazenda em Juazeiro, norte da Bahia, como fachada para o tráfico. A droga seria enviada para a Europa dentro de caixas de frutas., exportadas por produtores do Nordeste do Brasil. Bautista possuía um helicóptero e um avião que foram apreendidos no Aeroporto Campo de Marte, na capital de São Paulo.
O colombiano teria ainda envolvimento com a juíza Olga Regina Guimarães, da 47ª Vara de Substituições de Salvador. Ele teria pago R$ 14,8 mil à juíza para ser inocentado em um processo por tráfico de drogas, em 2001. A juíza negou as acusações.

Assista o Vídeo da operação da prisão do mega traficante

https://www.youtube.com/watch?v=8WW6lVd3QAk

CASO DO ATENTADO AO DIRETOR ANTIDROGAS PAULO AMÓDIO

paulo-amodio-blogEsta foto foi tirada duas semanas antes ao atentado

PRONUNCIAMENTO

Sei da aflição e expectativa de centenas de pessoas em relação ao que aconteceu comigo, e me sinto honrado, pela preocupação de todos com a minha vida, eu não tinha dimensão, que tenho tantos amigos que me amam de verdade, desta forma resolvi dar este pronunciamento: O inquérito policial esta bem formatado e adiantado, o delegado da Polícia Civil, Dr. Nilson Diniz vem desempenhando um trabalho com competência, dedicação e responsabilidade. Muitos amigos me cobram sobre a punição destes bandidos e com razão, e comungo da mesma expectativa, porem a situações que não são resolvidas e realizadas da maneira que queremos, a justiça investigativa é muito técnica e precisa em alguns crimes. Diante deste fato a condução do inquérito colheu e deverá colher mais informações em oitivas, já foram ouvidas cerca de quinze pessoas, que contribuíram muito para a elucidação dos fatos e o enriquecimento do inquérito, baseados em fundamentos precisos, que acredito e tenho certeza absoluta, que em breve teremos notícias, e os culpados, bandidos travestidos de cidadão que circulam em Pontal do Paraná, que muitas das vezes você se depara com eles em restaurantes, supermercado e não sabe que na sua frente esta um delinquente assassino, que poderá acabar com sua vida e da sua família em segundos. Espero que esses vermes da sociedade sejam colocados atrás das grades, local que deverão ficar no mínimo 30 anos. Meus amigos me perguntam qual o sentimento depois desta agressão a minha vida? Eu respondo que Deus sabe de tudo, e ele conduzira este inquérito somente a um fim específico, a verdade, aqueles que cometeram este crime não vão ficar impunes, disso eu tenho certeza absoluta e agora consigo enxergar com mais clareza que a verdade esta próxima de ser elucidada. Aproveito a oportunidade de agradecer as orações de centenas e centenas de amigos, familiares e pessoas que não eram do meu relacionamento e convívio, que hoje me encontram em diversos locais, e dizem que oraram muito por mim. Para estas pessoas e suas famílias, desejo que Deus recompense em dobro tudo aquilo que me desejaram. Ainda me encontro em recuperação, limitado em algumas atividades, minha cirurgia foi muito delicada, perdi o baço, tive perfurações no estomago, pulmão e intestino, mais o importante é que estou vivo, desempenhando minhas funções e meu trabalho com muita satisfação, dedicação, carinho e responsabilidade na Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos – Departamento de Políticas Públicas Sobre Drogas, ajudando a direcionar Pontal do Paraná para um município livre das drogas, e cuidar e zelar por aqueles que infelizmente se encontram no mundo das drogas, Deus tem me dado discernimento e sabedoria, e é com esse pensamento que me despeço. Antes quero agradecer ao Nelson Mademar meu secretário e ao Prefeito Edgar Rossi pela confiança depositada pelo meu trabalho. Acredite na justiça do homem e de Deus, ela tarda mais não falha, sendo sempre justa e perfeita. Deus abençoe a todos nós, e um enorme abraço.

Paulo Amódio

Débitos da casa da praia devem ser pagos antes de ir para o litoral

hidrometroA Sanepar recomenda aos proprietários de imóveis no litoral paranaense que, antes de iniciar a temporada de verão, verifiquem se há débitos pendentes e eventual suspensão no fornecimento de água. Para saber se as contas estão em dia ou não, basta ligar para o 0800 200 0115 e informar o número da matrícula ou o endereço completo.

Muitas pessoas deixam para pagar as contas em atraso quando chegam no litoral, o que gera filas no atendimento e aumenta significativamente o número de religações de água a ser executadas em curto período. O tempo padrão para religar a água do cliente é de 24 horas. Para evitar transtornos, nos dias de maior pico, a Sanepar amplia o total de equipes em campo para executar as religações solicitadas no menor prazo possível. “Mesmo assim, nem sempre é possível atender a todos ao mesmo tempo”, explica o gerente da Sanepar no Litoral, Romilson Gonçalves.

As contas vencidas podem ser pagas em qualquer cidade do Brasil. Nas centrais de relacionamento da Sanepar é possível solicitar a segunda via da conta. Nas centrais de relacionamento de Matinhos, Pontal do Paraná e Guaratuba, o cliente pode verificar os débitos e emitir a segunda via, utilizando o totem de autoatendimento, equipamento que funciona em parceria com o Detran. Após o pagamento, é necessário pedir a religação da água. Para evitar esquecimento, extravio da conta e aborrecimentos, a Sanepar recomenda que seja autorizado o débito automático da conta de água.

Para facilitar a consulta de débitos e o pagamento de contas em atraso, a Sanepar disponibiliza esta informação no site www.sanepar.com.br . No ícone Serviços Online (no topo da página), dentro do menu Acesso Rápido, basta escolher a opção “Documento para pagamento” e informar a matrícula para emitir o documento.

HORÁRIOS – Durante o período de temporada, a partir do dia 22 de dezembro, as centrais de Matinhos, Pontal do Paraná e Guaratuba atenderão das 8h30 às 17h, sem intervalo para almoço. Nos sábados, 20 e 27 de dezembro e 3 de janeiro, o atendimento aos clientes nestas centrais será das 8h30 às 13h. Nos dias 24 e 31 de dezembro, o atendimento será das 8h30 às 12h. Nos dias 25 de dezembro e 1 de janeiro, não haverá atendimento. Nos dias 26 de dezembro e 2 de janeiro, os clientes serão atendidos das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h.

Morretes e Guaraqueçaba também têm centrais de relacionamento. Em Morretes, o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h. Em Guaraqueçaba, a central atende ao público às terças e quintas-feiras, das 8h30 às 12h.

Para mais informações sobre débito automático e pagamento da conta, acesse www.sanepar.com.br. Abra a aba Clientes e veja onde pagar sua conta. Você encontrará a lista dos bancos credenciados e também dos agentes arrecadadores da sua cidade.