Escondendo o ouro…

O Secretário de Finanças Victor Kuck novamente passou por embaraços, durante a prestação de contas aos Vereadores

Foi realizada ontem a audiência pública referente à apresentação de resultados financeiros do terceiro quadrimestre de 2009, à Comissão de Finanças da Câmara Municipal.

A apresentação se deu pelo Secretário de Finanças, Victor Kuck (aquele que já colocou boné e foi pra rua distribuir jornais mentirosos), cujas idas à Câmara Municipal já tem se tornado desastrosas diante da falta de argumentos e respostas infundadas que apresenta aos Vereadores e à comunidade, numa evidente demonstração que procura esconder a todo o custo a realidade financeira do Município, seguindo obedientemente ordens do Prefeito Gimenes.

Inicialmente, aponte-se que os relatórios foram apresentados de forma totalmente nova, dificultando a compreensão dos dados. Nas audiências anteriores, os valores etimados no Orçamento, o realizado no quadrimestre e o saldo a realizar eram apresentados, possibilitando uma avaliação do real cumprimento das metas fiscais. Agora, os realtórios trouxeram apenas os dados do quadrimestre. Estranho…

Quando questionado, o Secretário Victor Kuck não soube responder, pra variar um pouco.

Da audiência, foi possível extrair alguns números curiosos:

1. INVESTIMENTOS:

I. Foi gasto R$ 500,00 (quinhentos reais), no quadrimestre, com turismo e cultura. Isso corresponde a um investimento de R$ 125,00 (cento e vinte e cinco reais) por mês em turismo e cultura. E olha que nosso Município possui vocação turística. Imaginem se não tivesse…

II. Foi gasto R$ 300,00 (trezentos reais), no quadrimestre, em gestão ambiental. Isso corresponde a um investimento mensal de míseros R$ 75,00 (setenta e cinco reais) em meio ambiente. O que será que os defensores da natureza e das extensas áreas de mata Atlântica que passeiam pelo nosso Município pensam sobre isso?

2- SALDO EM CAIXA:

Quando questionado acerca do saldo que a Prefeitura possuía em caixa, no dia 31/12/2009, o Secretário se desesperou completamente. Gaguejou, ficou vermelho, o suor escorria por sua testa e as mãos esfregavam a sua preominente careca.

Como nas últimas audiências públicas, o Secretário inicialmente disse que não possuía esses números. Enrolou, enrolou e viu que estava se comprometendo. Em seguida, chegou ao cúmulo de dizer – pasmem os senhores – que só revelaria tal informação ao Tribunal de Contas. Pode isso? despreparo pouco é bobagem…

Quando mostrei o último saldo de caixa (que ele mencionou na última audiência pública) e somei as entradas e deduzi os pagamentos, o Secretário se viu obrigado a concordar que a Prefeitura possuia, no último dia de 2009, mais de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais) em caixa!

E o Prefeito cortando transporte escolar, saúde desmoralizada sem médicos e estrutura, sem remédios, sem combustível para as ambulâncias, ruas esburacadas e sujas…

O pobo nessa situação de penúria e o dinheiro rendendo juros no banco!

É pra acabar! Até quando?!

Conselho Municipal de Saúde ativo tira o sono do Prefeito Gimenes

Prefeito Gimenes sé um inimigo da boa saúde pública municipal

No dia 18/02/2010, o Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Paraná aprovou a Instrução Normativa N. 43/2010. Dentre as principais novidades da Instrução, consta que a prestação de contas dos Municípios deverá vir acompanhada de um questionário, que deverá ser respondido pelos membros do Conselho Municipal de Saúde, a fim de que a Corte de Contas possa obter informações e conhecer a atuação e resultados obtidos junto às ações da saúde pública.

É evidente que essa novidade acabou surpreendendo o Prefeito Municipal, que se desesperou com a notícia! Todos sabem que a saúde pública desenvolvida em Pontal do Paraná é uma vergonha. Falta de médicos, suspensão de serviços, estrutura precária. Tudo fruto de uma gestão que não se preocupa com a saúde pública, cujo caos veio a ser noticiado até mesmo na RPC.

Para deixar o Prefeito em situação mais preocupante ainda, o Conselho Municipal de Saúde de Pontal do Paraná é um dos poucos que realiza um trabalho sério, voltado à comunidade a fim de discutir, debater e apresentar idéias que possam erradicar os males da gestão da saúde local, formado por pessoas preocupadas em não serem meros fantoches do alcaide.

Pois bem. O Prefeito entrou em desespero ontem à tarde e lançou sua torcida organizada em campo. O obejtivo dele era amedrontar e fazer com que os conselheiros que não são dele renunciassem. As pressões e ameaças vieram de todos os lados. O Tribunal de Contas certamente ficará feliz em saber disso…

O objetivo do Prefeito, agora, é tentar mudar totalmente o Conselho, em sua próxima reunião (em 03/03/2010), e destituir o Presidente Antonio Calheiros.

Pode isso?!

Será que chegará um dia em que o Prefeito aprenderá que não estamos mais vivendo em tempos ditatoriais? E que a política exige diálogo, atenção, compreensão, concessões e não truculência, arbitrariedade, desatino?

Já vimos essa triste história outras vezes, infelizmente.

Quando a ACIAPAR estava forte e atuante, o Prefeito se intrometeu e a afundou.

Na Associação de Moradores de Shangri-lá, na Associação de Ambulantes, enfim, em todos os entes associativos de interesse público que o Prefeito buscou interferir, o resultado foi clamoroso e vexatório.

Agora, quando o Conselho de Saúde começa a funcionar, promovendo encontros para ouvir a comunidade, propondo soluções, cobrando a boa aplicação de recursos, o Prefeito vai tentar desmanchar o início desse trabalho que merece os aplausos da comunidade.

Não podemos nos calar diante de mais essa arbitrariedade do Sr. Prefeito Municipal!

Forte Abraço!

Prefeito Gimenes nega pedidos sociais do Deputado Mauro Moraes

Depois de usar e abusar do Deputado, Prefeito agora realmente tem mostrado quem é

Não são só os Vereadores alienados (Aramis, Casquinha, Laura e o que se diz cristão Marcos Cambará) que estão sentindo a dureza que é estar ao lado do Prefeito. O Deputado Mauro Moraes, após ter sido usado e abusado durante as eleições municipais, agora também está se juntando ao grupo dos que estão sendo traídos e ignorados pelo Prefeito Gimenes.

Todos sabem que o Deputado Mauro Moraes deu uma ajuda muito grande, na campanha eleitoral municipal, para a união dos 17 Partidos, que garantiu a vitória do Prefeito Gimenes.

O que nem todos sabem é que, em razão de possuir propriedade particular em Shangri-lá, o Deputado Mauro Moraes vem sendo constantemente procurado por veranistas a fim de interceder junto à Prefeitura para que haja a prestação de alguns serviços públicos, tais como troca de lâmpadas, coleta de lixos, dentre outros.

O último pedido feito ao Deputado foi para que intercedesse junto ao Prefeito a fim de que fosse providenciada a limpeza e roçagem da larga Avenida Netuno, em Shangri-lá.

O Prefeito enrolou, retardou e, por fim, determinou que o Secretário de Obras, Volnei Costa, desse a seguinte resposta ao Deputado: “OS SERVIÇOS MUNICIPAIS SÃO DE COMPETÊNCIA DA PREFEITURA E NÃO SERÃO ACEITOS MAIS QUALQUER INTERFERÊNCIA DE DEPUTADO ESTADUAL QUANTO A ISSO!”.

Isso que o Deputado não é qualquer um. Trata-se de Mauro Moraes, aquele que frequentemente é visto abraçado com o Prefeito e tem a promessa de apoio irrestrito de todos os comissionados para a sua reeleição à Assembleia Legislativa.

Fico apenas imaginando o constrangimento do Deputado ao ter de explicar pra seus vizinhos que não possui força política sequer pra conseguir uma roçagem de rua junto ao Prefeito que tanto ajudou… Coisas de Gimenes!

Forte Abraço!

Vereadores do Prefeito estão cansados de defender o indefensável

Diante do naufrágio da Administração Gimenes, Vereadores da base do Prefeito estão querendo pular pra fora do barco amarelo

As informações já chegaram cedo. Hoje o dia vai ser de bronca e babada geral na Prefeitura. O Prefeito não gostou nada da atitude do líder de seu Partido, o Vereador Marcos Casquinha, de publicamente sugerir uma reunião entre o Alcaide e todos os demais Vereadores para que os problemas de nossa cidade sejam debatidos e resolvidos.

Isso é um sinal evidente que os Vereadores da base do Prefeito estão cansados de tentar defender o indefensável. Ninguém em sã consciência tem argumentos para defender a saúde, a educação e tantos outros temas de nossa cidade diante do caos que se instalou nesses segmentos.

Após o término da sessao de ontem, 23/02, a base alienada do Sr Prefeito Municipal (Vereadores Aramis, Casquinha, Professora Laura e o que se diz cristão Marcos Cambará) ficou conversando diante da Câmara
Municipal por bom tempo, preocupados com as decisões desastrosas tomadas pelo Prefeito Gimenes.

Durante a sessão os pronunciamentos contundentes dos companheiros Vereador Barriga(PV), Vereador Valdevino(PR) e Vereador Oseias(PV), sobre os problemas da saúde e transporte escolar, tornaram evidente o constrangimento da base alienada. Nenhum deles teve animo, nem coragem (vez que a Casa estava cheia) de ousar discordar das duras críticas feitas pelos Vereadores independentes.

Tanto que o vereador Casquinha(PMDB), líder do partido do alcaide na Câmara, numa tentativa desesperada de acalmar os pronunciamentos, disse que tentaria marcar uma audiencia sobre esses assuntos com o Sr Prefeito.

Essa sugestão certamente renderá um belo puxao de orelhas ao Vereador Casquinha, pois o Sr Prefeito já se recusou uma vez a atender os Srs. Vereadores, no mês de Novembro do ano passado, onde o assunto era Transporte Escolar. Na oportunidade, diante da truculência e falta de tato do Prefeito, restou à Câmara Municipal repassar R$ 50.000,00 para que o transporte escolar fosse salvo e nossos alunos nao perdessem o ano letivo.

Agora, o caos na saúde pública de Pontal do Paraná está instalado e já virou, inclusive, alvo do noticiário da RPC. O transporte escolar uma vez mais está ameaçado. Não há Vereador algum da base alienada que ouse discordar disso. Novamente, a Câmara Municipal se coloca à disposição do Sr. Prefeito para ser ouvida, para contribuir com sugestões e com o debate de ideias a fim de que ditos problemas sejam erradicados de nosso Município. Mas será que o Prefeito aceitará a colaboração dos Vereadores?

Resta-nos aguardar.

Enquanto isso, continuaremos fiscalizando e fazendo o nosso papel de sermos a voz independente da população e do povo pontalense nas reivindicações de melhoria dos serviços públicos à nossa comunidade!

Forte abraço!

Ainda o interminável caos da saúde pública de Pontal do Paraná

Manhã de hoje, dia 18/02/2010.

No Posto de Saúde de Praia de Leste, nunhum médico atendendo.

No Posto de Saúde de Shangri-la, uma médica para atender mais de 32 pessoas, numa interminável fila que só cresce, com os mais diversos problemas de saúde imaginados.

Isso é saúde pública decente?

A pergunta fica, principalmente, à Vereadora Laura que ontem, na sessão da Câmara Municipal, teve a cara de pau de elogiar a saúde pública de Pontal do Paraná…

O povo está de olho…

Reinício das sessões ordinárias

As sessões ordinárias da Câmara Municipal de Pontal do Paraná reiniciam hoje, 17/02/2010, a partir das 19:00h.

A presença do Prefeito, que solenemente foi convidado para comparecer, é aguardada.

Como sempre ressalto é importante a participação da população nas sessões para saberem o que está acontecendo em nossa cidade e o que vem sendo feito pelos Vereadores. Fica aqui novamente o convite a todos que desejarem comparecer.

Forte Abraço!

Caos anunciado

O caos da saúde pública pontalense já vinha sendo alertado há tempos.

Enquanto eu, juntamente com os Vereadores Osni, dr. Valdevino, Oseias e Barriga sistematicamente procurávamos alertar sobre a forma desastrosa e absurda com que a saúde pública vinha sendo tratada, o Prefeito Gimenes e seus seguidores (comissionados e Vereadores Aramis, Casquinha, Laura e o que se diz cristão Cambará) menosprezavam as críticas e discursavam que tudo não passava de intriga da oposição.

Na sessão do dia 20/10/2009, em meu pronunciamento, teci severas críticas à forma como a saúde pública estava sendo gerenciada pelo Prefeito Gimenes.

Infelizmente, nenhuma atitude foi tomada pelo Poder Executivo e, hoje, a saúde pontalense está na UTI, sendo retratada de forma vergonhosa diariamente na RPC, como exemplo a não ser seguido pelos demais Municípios!

Lastimável!