Nota de Esclarecimento: A VERDADE sobre projetos de lei envolvendo a saúde

“Povo de Pontal do Paraná,

Ocupo esse espaço para esclarecer uma série de inverdades publicadas e sugeridas maliciosamente na edição de agosto de 2010 do jornal Diário das Praias:

Tendo como fonte um sujeito denominado Beto Silva, o jornal publicou que eu, Nelson Mademar, estaria dificultando a aprovação e tramitação de projetos de leis importantes e interessantes à saúde pública de Pontal do Paraná.

Tudo mentira com o único intuito de denegrir a minha imagem perante a gente boa e trabalhadora de Pontal do Paraná, que não se deixa manipular por factóides e bem conhece meu trabalho de apoio às causas sociais que melhorem a vida de nosso povo.

Vamos às verdades dos fatos:

01 – Jamais fui contra o convênio havido com o Hospital Angelina Caron. Apenas denunciei uma irregularidade no processo em que a contratação foi feita, a fim de que o mesmo fosse devidamente sanado para evitar eventuais riscos de suspensão do convênio por ordem judicial ou prejuízos aos cofres públicos com aplicações de sanções e multas.

02 – Jamais seria contra o Centro de Atendimento da Criança e da Mulher. O que ocorre foi que a incompetência administrativa da Prefeitura é tamanha que o PARANACIDADE encaminhou a exigência da contrapartida de construção de muros, ao Sr. Prefeito, em 27/03/2009. O Prefeito, no entanto, dormiu no ponto. Demonstrando total falta de interesse, somente encaminhou a proposição referente à construção de muros, para a Câmara Municipal, em meados de 2010. Na mensagem de dita proposição, o Prefeito não explicou que o fechamento de terreno era contrapartida de um projeto da saúde do Estado do Paraná e, assim, os Vereadores votaram contrariamente à proposição. Ressalto que, na qualidade de Presidente, voto apenas quando existe empate. Não foi o caso. De forma unânime, o projeto foi rejeitado. Certamente, se os Vereadores fossem informados pelo Sr. Prefeito acerca do que se tratava a dita construção de tal muro, a proposição teria sido votada de forma diversa. Prefeito que não se comunica com Vereador, em verdade está deixando de se comunicar com o povo que o elegeu.

03 – Não há projetos de lei com curso parado ou suspenso na Câmara Municipal de Pontal do Paraná. O que existe é uma tramitação regimental que deve ser respeitada. Todos os projetos estão seguindo seus cursos regimentais e legais, distribuídos às devidas Comissões para análise e apreciação.

04 – Quanto á proposição que trata da criação de consórcio intermunicipal de saúde, todos os municípios da AMLIPA enviaram as propostas para as suas respectivas Câmaras de Vereadores entre os meses de abril e maio. Pontal do Paraná, uma vez mais, foi a exceção negativa. O Sr. Prefeito somente encaminhou o projeto de lei à Câmara Municipal em julho, período de recesso parlamentar, e, agora, procura cobrar agilidade quando foi quem mais agiu com inércia e descaso. Seguindo o curso de todos os demais, essa proposição já sofreu a primeira votação, sendo aprovada por unanimidade de votos.

05 – A Câmara Municipal vem atuando de forma legal na tramitação de todos os projetos que são encaminhados pelo Prefeito, aprovando, inclusive, quase que a totalidade dos mesmos. Espera-se, apenas, que o Prefeito e sua assessoria façam o mesmo, ou seja, encaminhem as proposições no tempo ideal e com as justificativas e explanações claras e precisas a fim de que os Edis verdadeiramente tenham conhecimento de toda a matéria que deverão apreciar.

06 – Por fim, a última mentira da matéria diz respeito ao chamado “Disk Saúde”. Diferentemente do que a matéria diz, o cidadão não fala diretamente com o Prefeito. Fala, sim, com uma gravação. O tempo para registrar a crítica ou sugestão é mínimo. Liguei hoje, 26/08/2010, às 09:50 horas, para o número em questão. Fui atendido por uma gravação do Prefeito. Após o sinal, alertei que pela manhã não havia gaze, esparadrapo e luva cirúrgica, no Posto de Saúde de Shangri-lá e, inclusive, uma cidadã foi orientada a reaproveitar a luva cirúrgica por falta de material. Vamos ver se esse canal de crítica realmente funciona e essa vergonha é solucionada, Sr. Prefeito.

Esperando ter esclarecido a situação – estou munido de todos os documentos para comprovar aquilo que estou atestando neste espaço – despeço-me convidando o povo de Pontal do Paraná a participar das sessões da Câmara Municipal e acompanhar os trabalhos legislativos a fim de que, juntos, possamos construir o desenvolvimento de nossa cidade.

Nelson Mademar.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s