Professora é presa com 11 pedras de crack no Paraná

 

 

Uma professora de 28 anos foi presa em flagrante por tráfico de drogas na tarde de quinta-feira, em Laranjeiras do Sul, a 360 km de Curitiba (PR). Segundo a delegacia do município, a professora da rede estadual de ensino vinha sendo monitorada e foi flagrada, por volta das 14h, com 11 pedras de crack.

 

De acordo com a polícia, a prisão ocorreu em um posto de combustíveis próximo à BR-277. A droga estava escondida dentro de uma carteira de cigarros.

MOTIVOS DO APAGÃO

Na semana passada, mais precisamente na terça feira, dia 19, ocorreu uma pane no sistema de computadores da prefeitura e tudo parou por alguns dias.

Entretanto quando os computadores voltaram a funcionar, estranhamente todas os dados do periodo de 15 de outubro de 2010 a 15 de abril de 2011 desapareceram do sistema.

Cadastro técnico, contabilidade, IPTU, licitações, protocolo, finanças, tudo desse período  sumiu misteriosamente.

Mas essas situações despertam a atenção:

1 – Todo dia é feito back-up do sistema.

2 – Em função do ocorrido, nenhuma providencia foi tomada para recuperar esses dados perdidos.

3 – O Sr Prefeito não se preocupou em saber o motivo do apagão,  e se houve falha, ninguem foi punido.

4 – Nada mudou, tudo tranquilo como que se nada aconteceu.

Isso levou muito servidores a suspeitarem que o ocorrido foi de caso pensado. As situações acima descritas também   nos conduzem a esse racíocinio.

Será que diante da eminencia da vinda do Ministério Público, o apagão foi a única solução acahada”?”.

RICARDO BARROS SERÁ COORDENADOR DO PONTAL DO PRÉ-SAL


O governador Beto Richa definiu o secretário Ricardo Barros (Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul) como o coordenador do grupo de trabalho para ampliar a participação do Paraná nos negócios do pré-sal.

Ricardo Barros está encarregado da articulação dos governos federal, estadual e municipais com empresários, federações, associações e sindicatos do setor produtivo. “É um grande desafio. Vamos unir o Paraná para estabelecer o ‘Pontal do Pré-sal’, que vai abranger todo o litoral e transformar o Estado num grande fornecedor de bens e serviços para a exploração do pré-sal”, disse.

SINDICATO PEDE PUNIÇÃO PARA REQUIÃO

Como era de se esperar, o ato truculento protagonizado pelo senador Roberto Requião (PMDB) na última segunda-feira, no plenário de Brasília, não ficaria impune. Ontem, o Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal e a direção do Comitê de Imprensa do Senado entregaram à Mesa Diretora da Casa uma representação contra o parlamentar.

No dia em questão, Requião tomou o gravador das mãos de um repórter da Bandnews, por considerar ofensiva a pergunta feita sobre a aposentadoria que ele recebe por ser ex-governador do Paraná. O objetivo da manifestação dos jornalistas é provocar os senadores para que encaminhem o documento para apreciação do Conselho de Ética da Casa, a fim de punir o “brigão”. Requião, que era entrevistado no plenário, só devolveu o gravador à noite.

Para o sindicato, isso configura “chacota pública ao profissional”. Agora, a entidade requer a confirmação dos fatos a partir da apresentação das imagens feitas pelas câmaras de segurança do plenário, bem como a intimação de Requião para que apresente sua versão dos fatos “sob pena de confissão à revelia”.

 Caso a Mesa Diretora acate a representação, o assunto será levado ao Conselho de Ética do Senado para analisar se caberá, nessas circunstâncias, uma punição a Requião, que é presidente da Comissão de Educação. Pelo regimento interno, as medidas disciplinares vão desde a advertência até a cassação do mandato.

REALIDADE DA ILUMINAÇÃO PUBLICA EM PONTAL DO PARANA

Tenho apresentado constantemente através de indicações e cobrado em meus pronunciamentos na tribuna da Camara, a manutenção da iluminação pública em nossa cidade.

Cobrei do Sr. Prefeito através de  pedido de certidão, quanto foi arrecadado com a cobrança da Contribuição para Custeio da iluminação em 2010 e  qual o motivo que a luminária na Rua Superagui cruzamento com PR-412, no Balneario Shangri-lá, encontra-se apagada há  mais de 6 meses. Na resposta  fui informado que a arrecadação dessa contribuição em 2010 foi de R$ 2.466.751,92 e que a lampada da rua Superagui , por determinação do Sr Prefeito estava  verificando se existe algum problema.

Também através da tribuna da Camara, o vereador Honorato, ferrenho defensor do Prefeito, alegou que nem sempre é somente a lampada que esta queimada e que a troca do conjunto completo (lampada, reator e rele), custa caro, em torno de R$ 140,00 a R$ 180,00 reais, pois a Prefeitura compra produtos de boa qualidade.

Apresentei orçamento, mostrando que o Vereador Honorato estava mal informando, que uma lampada de vapor de sódio, utilizada na iluminação pública, custa R$ 9,30 e que segundo dados da Associação Nacional do Técnicos de Iluminação Pública a vida útil média dessa lampada é de  16.000 horas (http://www.astim.com.br/textos/comparacao.htm).

As imagens  mostram a qualidade do material aplicado

PONTAL DO PRÉ-SAL

O governador Beto Richa e o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli de Azevedo, decidiram nesta segunda-feira (25), em encontro no Palácio das Araucárias, formar um grupo de trabalho com participação de governo, prefeituras, empresas e entidades da sociedade civil para aumentar a participação paranaense no fornecimento de produtos e serviços para os empreendimentos da estatal, principalmente na exploração dos campos do pré-sal.

 A Petrobras vai investir 224 bilhões de dólares até 2014 e está apresentando nos estados o planejamento estratégico para 2020, quando a produção diária deve chegar a 3,2 milhões de barris de petróleo. O objetivo da empresa é que o conteúdo nacional nos empreendimentos da companhia chegue a 63,8%, o que representa 140 bilhões de dólares em produtos e serviços apenas no período 2010-2014.

“O Paraná tem uma participação muito pequena quando consideramos o número de fornecedores de produtos e equipamentos e também de trabalhadores nos programas de qualificação. Agora, com o engajamento do governador Beto Richa, esperamos melhorar as perspectivas desse relacionamento”, disse o presidente da Petrobras. “Temos um volume de compras e de investimentos de grande impacto na economia, que não pode ser negligenciado. Nosso desafio é garantir o conteúdo nacional e esta reunião é um passo importante nesse sentido”, disse Gabrielli.

 O governador afirmou que o Paraná passa por um momento especial, com vários projetos em andamento que podem favorecer a participação de empresas instaladas no Estado nos negócios relacionados ao pré-sal. “Estamos trabalhando duro para recuperar a capacidade de investimento do Estado, eliminar os gargalos e melhorar a infraestrutura. Vamos apoiar a iniciativa da Petrobras e o setor produtivo paranaense para aproveitar a riqueza que esses investimentos do pré-sal vão gerar e para garantir empregos permanentes no Paraná”, disse Richa.

 PONTAL – Para aproveitar as oportunidades que serão criadas com a exploração dos campos do pré-sal, o Paraná vai articular com os setores público e privado a criação do “Pontal do Pré-sal”. O projeto foi apresentado pelo secretário da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros, no encontro com o presidente da Petrobras. A ideia é aliar o interesse do governo em atrair empreendimentos à demanda de fornecedores nacionais de bens e serviços da Petrobras para os próximos anos. “Queremos transformar o Paraná em um grande fornecedor de materiais e serviços de suporte à exploração dos campos de pré-sal”, disse Barros.

 O secretário explicou que o governo vai trabalhar pela união de esforços de entidades públicas, privadas, associações, federações, prefeituras e sindicatos para atrair investimentos e empreendimentos de diferentes tamanhos e perfis. O empresário Ricardo Ourique, da Techint, empresa que está instalada em Pontal do Paraná há 20 anos e que busca o licenciamento para projetos de fornecimento de equipamentos para a indústria petroleira, disse que saiu muito feliz do encontro com o governador e o presidente da Petrobras. “É a primeira vez em muitos anos que vemos uma abertura do diálogo e o interesse claro do governo em participar de uma iniciativa como esta, em parceria com as empresas, a sociedade civil e os municípios”, disse Ourique. “O Paraná tem um grande potencial em riqueza e nível educacional, que agora poderá ser melhor aproveitado”, disse ele.

 A Techint pretende investir aproximadamente R$ 300 milhões em projetos que devem gerar 3.000 empregos diretos no Litoral do estado. Participaram do encontro deputados federais, estaduais, prefeitos, secretários de Estado e dirigentes de empresas públicas e de entidades como a Federação das Indústrias do Paraná e a Associação Comercial e Industrial de Londrina, além de dezenas de empresários.

Enquantoo  governador, deputados federais, estaduais, prefeitos, secretários estaduais e empresários envidam esforços para atrair esses investimentos para o Paraná e especial  para Pontal do Paraná, nosso prefeito que seria o maior interessado, fica atras de perseguir servidores municipais que não se sujeitam aos seus caprichos  e também tentando inviabilizar candidaturas de seus opositores.

Por esse e por muitos outros motivos que nossa cidade encontra-se nesse estado de abandono e isolamento politico.

Vamos mudar esse quadro.

Polícia investiga crime contra criança em Pontal do Paraná

A Polícia Civil do Paraná abriu um inquérito para investigar um estupro cometido contra uma criança em Pontal do Paraná, litoral do estado.

Em entrevista ao G1, o escrivão Celso Renato Finhori disse que o estupro foi confirmado pelo Instituto Médico-Legal (IML) de Paranaguá, na terça-feira (19), mesmo dia em que a mãe fez o Boletim de Ocorrência (B.O) na delegacia de Pontal.

 Finhori relatou que, conforme declarações da mãe da criança, o menino estava estranho e quando ela foi dar banho nele percebeu que havia sinais de violência. “É um caso bem complexo”, confessou o escrivão Celso Finhori. Segundo ele, é difícil conseguir informações de uma criança de três anos. “Eu orientei a mãe a conversar sozinha com ela [a criança], puxar um assunto diferente tentando chegar ao objetivo”.

G1 Pr