URNA ELETRONICA – CASO DE POLICIA

Anúncios

PRESO O LADRÃO QUE ATUAVA EM PONTAL DO PARANÁ

Com uma motocicleta esportiva que vale R$ 35 mil, um projetista de classe média, que vivia com a irmã em um flat de alto padrão no Centro de Curitiba, fazia roubos a farmácias e panificadoras. Ele foi preso na semana passada por uma equipe do 1º Distrito Policial.

Ele aparece em imagens do circuito interno de segurança de uma panificadora, roubada por ele pela segunda vez no dia 3 deste mês, e em imagens de duas farmácias, roubadas em 11 e 18 de março. Ele ainda foi reconhecido por vítimas de um quinto assalto, e é suspeito de envolvimento em um roubo de R$ 15 mil no litoral paranaense.

De acordo com a polícia o projetista, de 31 anos, usava uma peça cromada de motocicleta dentro da jaqueta e mostrava parte dela para funcionários do caixa, fingindo que era uma arma.

Algumas testemunhas, entretanto, relataram que ele chegou a sacar uma arma em alguns roubos. Já o suspeito alega que agia com educação e pedia até “por favor” para que o dinheiro fosse entregue, sem ameaçar as vítimas com nada.

O mandado de prisão pelos roubos contra ele já vigorava há um mês. Neste período, ele estava escondido no litoral. Na sexta-feira, vinte minutos depois que chegou em Curitiba com a esposa, foi detido no flat de alto padrão onde vivia com a irmã, no Centro da capital.

Foi cumprido um mandado de busca e apreensão na casa em que ele estava escondido, no litoral, e lá foram localizados o capacete de quase R$ 4 mil, a Honda CBR 600 RR, (que foi dada de presente por seu pai), a jaqueta que ele utilizava em todos os roubos que foram filmados, e a peça de moto que ele usava para fazer volume na jaqueta.

Transtorno

O projetista já esteve preso outras duas vezes, por furto e roubo. Ele relatou que, aos 18 anos, saiu da casa da família em São Paulo e foi morar em Ribeirão Preto, e lá conheceu amigos com quem passou a utilizar maconha, e depois crack.

Aos 23, ele descobriu que sofria de transtorno bipolar. Ele passou a consumir uma medicação forte, mas não conseguiu largar as drogas. Há um ano e meio ele deixou o crack e partiu para a cocaína. À imprensa ele relatou que cometeu os roubos porque estava sem dinheiro para comprar seus remédios, e entrou em desespero.

Apesar de alegar as dificuldades financeiras, o projetista revelou que ganhava bem por cada desenho que entregava aos clientes. Ele não deixou de pagar aulas de Muay Thai e de viver com conforto, e não soube responder porque não pediu o dinheiro para o pai, Engenheiro Civil que trabalha em Santos, ou porque não vendeu a moto cara que ganhou dele para utilizar o dinheiro na compra dos remédios.

 

 

DESABAFO DE EX-SERVIDORA

Gostaria que publicasse esse email.

Comunico que agora não posso mais sofrer perseguição no serviço, e nem ameaça de ser transferida para longe de minha residencia, por punição por questionar as ordens sem cabimento de nossa ex-cordenadora , da secretaria de saude e do senhor prefeito, como aconteceu. 

Porque desde o dia 23/04/2012, não faço mais parte do quadro de servidores deste municipio, sinto muito,  pois trabalhei como agente comunitaria de saude por 6 anos, gostava muito de meu serviço, mas não aguentei tanta perseguição por parte da secretaria de saude e do senhor prefeito,  e fui atras de outro serviço e consegui, passei no concurso em Matinhos e estou indo trabalhar lá.
Gostaria de continuar trabalhando em meu municipio,mas do jeito que as coisas está caminhando, não vai acabar bem, pois não concordo com muitas coisas que estão acontecendo.
Amo o lugar onde moro e o que aprendi em meu curso como tecnica em enfermagem gostaria de aplicar aqui, mas como o servidor publico aqui, não tem nenhum valor, pois é uma pena, sinto por meus colegas. Sei que um dia as coisas vão melhorar, pois tenho fé em Deus e rezo por isso.
 Só peço a população e principalmente aos servidores municipais que pensem bem em quem colocar para comandar nosso municipio.
É a nossa unica chance de ver as coisas melhorarem. Reflitam, isso é muito importante.
Gostaria de deixar um recado para meus colegas, que nunca desistam do que voces acreditam e que mesmo longe, vou continuar lutando.
Abraços e que Deus abençoe a todos.
 
Rosiane
 

PONTAL DO PARANÁ DEVERÁ TER CANIL MUNICIPAL

Apresentei importante projeto de lei na Camara Municipal, que foi aprovado em primeira discussão e votação e deverá tornar-se lei na próxima semana, autorizando a “Criação e Funcionamento de Canil Municipal”

A principal finalidade dessa lei é atender animais em situações de abandono e maus tratos. Inicialmente  deverá ser  implantado  um plano para capturar cães errantes  e levá-los para o canil municipal. Os objetivos da medida são prevenir doenças que podem ser transmitidas ao ser humano, como a raiva, leishmaniose e verminoses, controlar e proteger a população canina. Retirados das ruas e bem tratados no canil, esses animais são disponibilizados para a adoção de quem quiser tê-los em casa.

Através do canil será realizado uma conscientização sobre a posse responsável de cães.

 

A pessoa que adotar um cão deverá  levar para casa um animal sadio, com a vacinação em dia, sem vermes, parasitas, esterilizados (castrados), avaliados também em relação ao temperamento. compromisso de zelar pela saúde e bem-estar do cão.
    

 

A VERDADE

O Clube Motors Pontal foi a Câmara para ouvir as explicações do vereador Nelson Mademar que denunciou, no seu blog, máquinas da prefeitura realizando obra, em área particular.

Ele disse que não sabia que a obra fazia parte de infraestrutura para 5º e importante evento organizado pelo Motors Clube de Pontal, com apoio da prefeitura. O evento atrai participantes de todo Brasil e acontece neste próximo final de semana, em Pontal do Sul. Por isso, a prefeitura, através da secretaria de obras, deu apoio logístico ao evento.

 Na tribuna o vereador manteve exatamente o que disse na matéria postada e não retirou uma vírgula. Afinal, na matéria não havia nenhuma critica ou ofensa aos organizadores do evento. Ele expos, sim, a situação irregular que se apresentava do ponto de vista público administrativo, conforme prevê a Lei de Responsabilidade Fiscal.

No entanto, os integrantes do Motors Clube que estiveram na Câmara, nesta terça-feira, dia 24, ouviram as ponderações e saíram de lá com a certeza de que não foram ofendidos, além de receberem apoio logístico da Câmara Municipal, através do presidente Valdevino Simões e demais vereadores, como infraestrutura para o uso de água e luz, visando o bom andamento do tradicional evento que vai agitar Pontal do Paraná, no feriadão prolongado.

 O vereador Nelson da Mademar (PPL) se posicionou de forma coerente e de acordo com a lei e as suas atribuições de fiscalizar e legislar. Por sua vez, os integrantes e organizadores do evento mostraram grandeza, postura, ordem e respeito que se esperava, o que torna o Motors Clube de Pontal motivo de orgulho para a cidade praiana.

Agora, é esperar o final de semana, pois o sucesso estará garantido mais uma vez.

Publicado em FOLHA PONTAL

AGENTES DE SAÚDE PEDEM SOCORRO

Gostaria que o senhor publicasse esse email:

No dia 15/04/2012, no salao da Capela Santa Terezinha, tivemos uma reunião com o presidente do Sindicato dos agentes comunitarios do Paraná, sr. Luiz. Nesta reunião, foram reinvidicadas alumas necessidades dos agentes deste municipio, como salario digno,correspondente a categoria, uniforme, já que até hoje só recebemos duas camisetas a quatro anos e uma mochila, que com a primeira chuva se desmanchou.
Recebemos bicicletas que já estão em péssimas condições e sem verbas para fazer manutenção, protetor solar que não seja em frasco de maionese, como já aconteceu, e de preferencia todos os meses o que é de nosso direito.
O registro em livro ponto ao inves de ponto digital, pois nosso serviço é externo e não sabemos onde estaremos todos os dias muitas vezes estamos bem distante da unidade de saude ou onde batemos ponto, e se não registramos é descontado em folha de pagamento, mesmo justificando que estamos em visita.
Reclamamos os desvios de função o qual muitas vezes somos obrigadas a fazer, por medo de perseguição do senhor prefeito, já aconteceu comigo.
Tambem fazer tarefas de confecção de fraldas e paramos de fazer pois não tinhamos nem um equipamento de segurança, fora o lugar onde essa fraldas eram confeccionadas, a antiga secretaria de saude em Praia de Leste e eram guardadas em pessimas condições.
Tambem reclamamos de repasses que são enviados pelo Governo Federal para o PSF e não chegam até nós. A falta de medicos do PSF e até do carro que deveria ser usado para visitas e não é. Na verdade estamos todas desanimadas e essa reunião com o sindicato deu um pouco de animo.
Estamos no aguardo de respostas do senhor prefeito pois não aguentamos mais essa situação, não sei se posso falar por todas minhas colegas, mas pela grande maioria.