FRUET É ELEITO PREFEITO DE CURITIBA

Com 100% das urnas apuradas, o pedetista Gustavo Fruet foi eleito prefeito de Curitiba neste domingo (28) com 597.200 votos ou 60,65% do eleitorado.

 

Ratinho Junior (PSC) obteve 387.483 votos ou 39,35% da preferência do eleitorado.

Em entrevista coletiva, Fruet disse que já falou com Ratinho e com o prefeito Luciano Ducci (PSB). O prefeito eleito anunciou a criação de comissão de transição, que começará trabalhar a partir de amanhã sob a coordenação do professor da UFPR Fábio Scatolin

VÍTIMAS DO ACIDENTE EM PONTAL DO SUL

Foram identificados as vítima fatais que ocupavam o veículos Xsara Picasso, placas EGO-1177 de Campo Paulista (SP),  o motorista Firmino  de Oliveira Bispo 55, e as passageiras Rosangela Borba Gomes Almeida, 26,  e outra que não portava documentos e não foi identificada ainda.

Jandira Rodrigues, 36 anos e Ademar Leite, 36,  ficaram gravemente feridos e estão internados no Hospital Regional de Paranaguá.

O capotamento ocorreu hoje as 4h40 na PR-412 em Pontal do Sul, bairro Mangue Seco.

Acidente em Pontal do Sul deixa três mortos e dois feridos

Acidente aconteceu na manhã deste sábado (27), em Pontal do Sul.
Feridos foram levados em estado grave para um hospital de Paranaguá.

Três pessoas morreram e duas ficaram gravemente feridas após um acidente na PR-412, em Pontal do Sul,  por volta das 5h deste sábado (27). De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o condutor do veículo perdeu o controle da direção no km 81 após deslizar na pista e bateu contra um barranco. O motorista e dois passageiros morreram na hora.

Os feridos também eram ocupantes do carro e  foram encaminhados para o Hospital Regional de Paranaguá. A polícia investiga o que causou o descontrole do veículo. A pista não chegou a ficar interditada.

SUBSEA 7 AINDA PODERÁ SE INSTALAR EM PONTAL DO PARANÁ

Multinacional planejava construir uma unidade de exploração marítima no Litoral do Paraná, mas impasse sobre licenciamento fez empresa desistir temporariamente do projeto.

A multinacional norueguesa Subsea 7 do Brasil precisará de licenciamento ambiental do Ibama, caso queira instalar uma unidade de exploração marítima em Pontal do Paraná, no Litoral doParaná. A decisão é 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF). A empresa é dona de uma área de 2,6 mil hectares e planejava construir e operar uma unidade de soldagem e revestimento de dutos de exploração marítima no local.

O procedimento inicial para a concessão ambiental era realizado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), mas a Justiça Federal entendeu que a obra poderia produzir impacto em comunidades indígenas e, por isso, o processo de licenciamento deveria ser conduzido pelo Ibama.

A ação civil pública havia sido movida pelo Ministério Público Federal (MPF), que apontou que os ecossistemas da área onde a Subsea 7 pretendia instalar a unidade são considerados frágeis e com pouca capacidade de recuperação. Segundo O MPF, a “exploração de petróleo e todas as atividades relacionadas trazem riscos inerentes, demandando um estudo maior sobre as operações que serão realizadas no local”.

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL E IBAMA DEVEM LICENCIAR PORTO EM PONTAL DO PARANÁ

Empreendimento portuário no município de Pontal do Paraná deverá ser licenciado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e não pelo órgão estadual. A decisão foi tomada na última semana pela 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) e anula o procedimento de licenciamento realizado até agora pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP).O projeto é da multinacional Subsea 7 do Brasil , que perfura e extrai petróleo no mar. O objetivo é implantar instalações físicas e operacionais para uma base de montagem e embarque de estruturas e dutos submarinos, em embarcações especializadas, para seu transporte e utilização nos locais de exploração e prospecção de petróleo.
A necessidade de um estudo ambiental mais aprofundado antes da construção do porto foi levantada pelo Ministério Público Federal (MPF), por meio de uma ação civil pública ajuizada na Justiça Federal. No entendimento do MPF, a área compreende um ecossistema frágil. Ou seja, com pouca capacidade de recuperação caso sofram algum dano. Conforme o MPF, a exploração de petróleo e todas as atividades relacionadas trazem riscos inerentes, demandando um estudo maior sobre as operações que serão realizadas no local.

NOVA PESQUISA DATAFOLHA MANTÉM GUSTAVO FRUET NA PONTA

A segunda pesquisa de intenção de voto para a Prefeitura de Curitiba realizada pelo Datafolha e divulgada agora há pouco no Paraná TV Segunda Edição, da RPC TV, mostra que o candidato Gustavo Fruet (PDT) continua à frente de Ratinho Junior (PSC). Na nova pesquisa, Fruet manteve o índice anterior, que era de 52%. Já Ratinho Junior caiu um ponto, passando de 36% para 35%.

Com a margem de erro, de três pontos percentuais para mais ou para menos, Fruet tem entre 55% e 49%, enquanto Ratinho Junior tem entre 38% e 32%.

Votos brancos e nulos representam 5%. O número de indecisos é de 8%, o dobro do registrado na primeira pesquisa.

Foram entrevistadas 1.185 eleitores entre os dias 23 e 24 de outubro. A pesquisa, número 00704/2012, está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

 

 

 

 

 

IBOPE CONFIRMA VIRADA DE FRUET

O Ibope, em parceria com a RPC TV, divulgou nesta sexta-feira (19) a primeira pesquisa sobre a disputa do segundo turno em Curitiba. Na sondagem, o candidato do PDT, Gustavo Fruet, aparece com 49%, enquanto Ratinho Jr (PSC) tem 39%  das intenções de votos. Brancos e nulos somam 5% e 7% dos eleitores ainda não sabem em que quem votar.

O instituto ouviu 1001 eleitores entre os dias 17 e  19 de outubro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR), sob o número 00687/2012.

Veja os número do Ibope, considerando os votos válidos:
Gustavo Fruet – 56%
Ratinho Jr (PSC) – 44%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

No primeiro turno, Ratinho Jr. teve 34,09% dos votos válidos, e Gustavo Fruet ficou com 27,22%

 O Datafolha divulgou na quinta-feira (18)  sua primeira pesquisa de intenção de voto sobre o segundo turno e nela o pedetista Gustavo Fruet aparece na frente. Ratinho Junior (PSC), que em todas as pesquisas do primeiro turno sempre apareceu em 1° lugar, agora está atrás de Fruet. O candidato do PDT teve 52% das intenções de voto e Ratinho 36%. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Os eleitores que ainda não sabem em quem votar somam 4% e os que declararam votar em branco ou nulo 8%.

HOSPITAL REGIONAL DO LITORAL SERÁ AMPLIADO

O governador Beto Richa autorizou nesta semana a abertura da licitação para a ampliação do Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá. A obra terá 1,8 mil metros quadrados. O preço máximo previsto é de R$ 2,9 milhões e o prazo de conclusão é de um ano após declarado o vencedor da concorrência. O projeto prevê a construção de um prédio anexo de três pisos que irá abrigar o almoxarifado, sala de reuniões, refeitório e área administrativa.

Com a ampliação, o almoxarifado, que hoje ocupa a antiga maternidade municipal, será transferido, desocupando a área atual para reforma. Com a transferência, a Secretaria de Estado da Saúde irá licitar a reforma da maternidade, que hoje funciona dentro do hospital. Desta forma, 20 novos leitos hospitalares serão criados. 

“Estamos investindo no fortalecimento das estruturas da saúde para melhorar o atendimento de nossa população. O Hospital Regional do Litoral é estratégico e essas obras melhoram o ambiente de trabalho e a qualidade da atenção ao paciente”, disse o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto.

REFERÊNCIA – O hospital é a principal referência para o atendimento da população dos sete municípios litorâneos, que na temporada recebem juntos mais de 2 milhões de pessoas. Também é referência para o atendimento do Samu e Siate na região. A unidade tem o maior pronto-socorro do Litoral e hoje dispõe de 164 leitos, sendo 14 de UTI adulto e sete de UTI neonatal.

A Secretaria da Saúde também vai reformar o antigo Hospital Infantil Antonio Fontes, que hoje está desativado, para transferir a sede da 1ª Regional de Saúde, a Farmácia do Paraná e a Unidade de Coleta e Tratamento de Sangue (UCT).

Polícia prende assassino de jornalista e diz que crime foi passional

Triste notícia. A polícia encontrou o corpo do jornalista Anderson Leandro Silva, desaparecido em Curitiba desde o dia 10 de outubro. De acordo com a polícia civil, ele foi encontrado em Quatro Barras, na Região Metropolitana.

O coordenador do Gaeco, Leonir Batistti, disse nesta quinta-feira (18) que um homem confessou ter assassinado o jornalista cinematográfico que estava desaparecido há 8 dias, porque a vítima teria um caso com sua mulher. Isso derruba a hipótese levantada pela família de Anderson de crime político.

Para a polícia, com a confissão do acusado, prevalece a tese de crime passional. De acordo com Batistti, o acusado disse ao Gaeco que, assim que soube da traição da mulher, atraiu o jornalista até um local próximo a Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, e o assassinou.

Detalhes sobre como ocorreu o homicídio não foram revelados pelo coordenador do Gaeco. O acusado está preso, mas não teve o nome confirmado.

Anderson era ligado a sindicatos, movimentos sociais e com a Igreja Católica. Ele era dono de uma produtora de vídeo e, em 2008, flagrou o momento em que, durante uma ação de reintegração de posse, um policial militar atirou contra um grupo de jornalistas.

No dia em que sumiu, ele havia saído da produtora para ir até Quatro Barras com o objetivo de fechar um suposto roteiro para um trabalho

GRUPO PARANAENSE SUSPEITO DE SONEGAR R$ 800 MILHÕES

A Polícia Federal desencadeou hoje (17) operação contra um grupo de empresas de auto peças de Maringá (PR) que sonegou, segundo investigação, cerca de R$ 800   milhões em impostos nos últimos cinco anos.

As empresas pertencentes à família Tolardo, diz a PF, está há décadas no ramo e exercia uma “concorrência absolutamente desleal”.
Os advogados da família negam qualquer sonegação e dizem que as empresas do grupo estão “absolutamente regulares”.
Os bens da família Tolardo foram bloqueados e 44 mandados de busca e apreensão foram cumpridos durante a apuração. Entre os bens apreendidos, estão duas aeronaves e automóveis de luxo.
Membros da família e funcionários do primeiro escalão das empresas, que empregavam cerca de 1.200 pessoas, também foram chamados a depor. Até o momento, ninguém foi preso.
Esquema de sonegação
Segundo o delegado Alexander Dias, responsável pela operação, as empresas da família Tolardo declaravam muito menos do que vendiam em seus relatórios fiscais e contábeis e, com isso, conseguiram sonegar milhões de reais nos últimos anos.
O segredo para que o golpe não fosse descoberto, segundo Dias, era o uso de empresas em nome de “laranjas”, que eram fechadas ou abandonadas assim que a Receita Federal descobrisse problemas ou cobrasse dívidas fiscais.

Cerca de 400 empresas em quatro Estados brasileiros (Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e São Paulo) foram constituídas para sustentar a sonegação, diz a PF. A maioria dos laranjas nem sequer sabia que seu nome estava sendo usado.
Bolsa família “Descobrimos situações esdrúxulas, como pessoas muito humildes, em situação de extrema pobreza, que não conseguiam se cadastrar no Bolsa Família porque verificavam que havia uma dívida milionária vinculada a elas”, disse o delegado.
De acordo com José Francisco Pereira, advogado da família Tolardo, as empresas que seriam laranjas relacionadas pela PF são “muito antigas” e “não têm qualquer relação com as atuais empresas da família”.

Fonte Folhapress