FRANCISCHINI É CONVIDADO PARA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

NELSON FRANCISCHINI 1

Delegado e deputado federal Fernando Francischini (SDD-PR) foi convidado para comandar a pasta de Segurança Pública no segundo mandato do governador reeleito do Paraná, Beto Richa (PSDB).

Nos últimos meses, Francischini ficou conhecido por sua posição ferrenha contra o governo federal, sobretudo pela atuação na CPMI da Petrobras e no acompanhamento da operação Lava Jato da Polícia Federal.

Ex-tucano, antes de se eleger deputado federal pela primeira vez Francischini também atuou como secretário municipal Antidrogas de Curitiba, quando Richa era prefeito.

Anúncios

Homenagem à Polícia Federal

Homenagem_a_PolA_cia_Federal__11___Large__JPG80b1d1650bA Prefeitura Municipal de Pontal do Paraná – Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos – Departamento de Políticas Públicas Sobre Drogas, mantém parceria desde 2013 em palestras na “Prevenção do Uso e Abuso de Drogas” no município de Pontal do Paraná com a Polícia Federal e vem ministrando palestras no tema em questão nas escolas estaduais, municipais e entidades de representatividade.

Nada mais justo, oferecer homenagem a esta entidade, através do DR. SÉRGIO LUÍS STINGLIN DE OLIVEIRA – Delegado do Departamento dePolícia Federal deParanaguá e ao ALESSANDRO VIVONE, escrivão do Departamento de Polícia Federal Paranaguá – Estado do Paraná – Pr.
Neste evento estiveram presentes, Prefeito Sr. Edgar Rossi, Secretário Municipal de Cidadania e Direitos Humanos Sr. Nelson Lorençone, Diretor de Políticas Públicas Sobre Drogas Sr. Paulo Amódio, secretários municipais, diretores, Delegado da Polícia Civil, Dr. Nilson Diniz, Soldado Juliana representando a Polícia Militar do Estado Paraná, palestrante Fernando Silva, conselheiros tutelares, Pastor Nascimento e Pastora Rose – Igreja Internacional Unidos em Cristo, CEP – Comunidades Terapêuticas, Centro Evangelístico de Shangri-lá Sr. Claudinei e Nova Vida Sr. André Luigi Milléo, representantes do Conselho de Políticas Públicas Sobre Drogas.

Vários presentes usaram da palavra para congratular os homenageados e parceiros nesta luta que é a “Prevenção do Uso e Abuso de Drogas” a de se destacar que desde a emancipação do município até o final do ano de 2012, nada foi feito neste sentido, quando da posse do prefeito Edgar Rossi o mesmo determinou ao Secretário Municipal de Cidadania e Direitos Humanos, Sr. Nelson Lorençone, a elaboração do “Plano Municipal de Políticas Públicas Sobre Drogas” que surgiu após o“I Fórum de Políticas Públicas Sobre Drogas de Pontal do Paranᔠem junho de 2013, com a presença maciça de autoridades e representantes da área de segurança, saúde e educação do município e do Governo Estadual.

“Graças a este esforço mútuo e concentrado, estamos conseguindo trabalhar o combate a drogadição em nosso município, sei que temos muito que fazer ainda, reconheço que as expectativas foram grandes no começo desta luta, mas felizmente estamos dando uma resposta a altura daqueles que diziam que não iriamos conseguir, graças a dedicação dos órgãos públicos de segurança, prisões são feitas diariamente de traficantes e grande volume de tóxicos também, parabéns ao delegado Dr. Diniz que vem executando um trabalho maravilhoso, também a nossa Policia Militar que muito estão contribuindo com a Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos.

Terão todo meu apoio e não medirei esforços em implementar projetos nesta área, devemos cuidar das nossas crianças, jovens e da família Pontalense, para que no futuro possamos ter pessoas de bem em nosso convívio”. Comentou o Prefeito Edgar Rossi.

Assessoria de Comunicação
Prefeitura Municipal de Pontal do Paraná

DETRAN LIBERA NOVOS SERVIÇOS PELA INTERNET

detranNovos serviços do Departamento de Trânsito do Paraná pela internet já estão disponíveis para a população paranaense a partir desta terça-feira (25), com o lançamento da nova fase do sistema Detran Fácil, que desde 2011 oferece serviços online de habilitação e veículos.

Agora, estão disponíveis serviços online que antes só podiam ser feitos de forma presencial por exigirem comprovação de identidade. Entre estes procedimentos estão alteração de endereço, recursos de multas estaduais, recurso de suspensão e cassação de Carteira Nacional de Habilitação e agendamento de curso de reciclagem.

“O Detran Fácil integra diversos serviços com maior demanda por parte dos usuários e novas funções serão incorporadas ao longo do tempo. A ideia é justamente facilitar a vida do cidadão e evitar o deslocamento até uma sede física. Temos a expectativa que, nesta nova fase, o número de serviços feitos pela internet dobre na comparação com 2013”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

A nova plataforma permitirá ainda que o usuário mantenha seu cadastro sempre atualizado e que o Detran entre em contato via email e mensagem SMS, avisando sobre vencimento da habilitação, andamento de processos e resultados de provas e exames. Outra novidade é que o usuário poderá se conectar via redes sociais, como Facebook, Twitter e Google+.

SEGURANÇA – Para ter acesso às novas funções, o Detran Fácil precisará da comprovação de identidade do proprietário do veículo, que deve ser feita mediante autorização presencial – uma única vez, em uma unidade física do Detran Paraná. O usuário preenche, imprime e assina uma autorização que permite o acesso ao banco de dados e o uso da aplicação, comprovando sua identidade.

Toda segurança será realizada por tecnologia já utilizada por sistemas bancários em suas aplicações via internet, garantindo a confiabilidade do processo de identificação.

“Quando os bancos criaram os sistemas online os clientes passaram pelo mesmo processo. É uma garantia, uma segurança ao usuário e à instituição”, destaca o coordenador de tecnologia do Detran, Rafael Benvenucci.

PLATAFORMAS – O Sistema do Detran envolve o site, terminais de autoatendimento e TV Digital. Além das novas funções, o Detran Fácil tem outros seis serviços disponíveis: segunda via da Carteira Nacional de Habilitação, segunda via do documento do veículo (CRLV), Permissão Internacional para Dirigir, Renovação Automática da CNH, extrato de débitos do automóvel, pontuação da CNH e consulta de envio do licenciamento anual.

Em junho de 2014, o sistema atingiu a marca de um milhão de serviços realizados. Desde o lançamento, em maio de 2011, 1.347.737 pessoas deixaram de ir aos dos balcões de atendimento do Detran, diminuindo a burocracia nos processos e reduzindo em até duas horas o tempo de espera em algumas unidades da autarquia.

O uso da internet para solucionar problemas e realizar processos do Departamento cresceu consideravelmente. Em 36 meses, o aumento foi de mais de 800%, de acordo com a Coordenadoria de Tecnologia de Informação do Detran.

A média mensal de acessos subiu de forma gradativa. No primeiro ano eram cerca de 6 mil serviços solicitados por mês. Em 2012, o número dobrou e chegou a 13 mil. Em 2013, triplicou e somou 39 mil. Em 2014, já são mais de 60 mil acessos mensais.

“As pessoas não querem perder tempo, confiam nos serviços online e já estão acostumadas a fazer compras, transações bancárias e até marcar consultas médicas pela internet. O poder público tem que acompanhar, é uma realidade irreversível”, reforça o diretor de Tecnologia do Detran, Hugo Collodel.

SERVIÇOS – Em alguns casos, os serviços online já respondem por mais da metade do total de processos, superando a modalidade presencial. Na Emissão da Carteira de Habilitação definitiva, por exemplo, o Detran Fácil atendeu 57% do 698.259 documentos emitidos desde 2011.

Dos motoristas que solicitaram a Permissão Internacional para Dirigir (PID) no período, mais de 71% usaram a internet. Na segunda via da habilitação, 49,5% dos processos foram digitais e não exigiram deslocamento dos condutores.

COMO ACESSAR O DETRAN FÁCIL:

1º PASSO: Fazer o cadastro na unidade do Detran mais próxima, munido de documento de identidade com foto.

2º PASSO: Aguardar a mensagem SMS confirmando o cadastro, em até 72 horas.

3º PASSO: Acessar o site www.detran.pr.gov.br.

Fonte: Assessoria de Comunicação

SIPAT – 2014 TECHNIP – TECHINT – TTP 76

diga não as drogas Dulce BoarinA Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos – Departamento de Políticas Públicas Sobre Drogas, foi convidada pela TECHNIP – TECHINT – TTP 76 – a participar como palestrante na SIPAT – 2014 – O valoroso parceiro nesta luta,  Fernando Silva usou de propriedade e inteligência, sobre o tema “Diga não as Drogas”.

Estamos muito felizes em poder participar deste evento de tamanha grandiosidade dentro do canteiro de obras da TECHINT, empresa que sempre estendeu a mão quando solicitada em ser parceira nos nossos eventos, não poderíamos esquecer do “ I Fórum de Políticas Públicas Sobre Drogas” realizado em junho/2013, onde foi deste evento que se formatou o “Plano de Políticas Públicas Sobre Drogas do município de Pontal do Paraná”. Comentou o Diretor Paulo Amódio.

DSC00958DSC00959DSC00955Techint

Reunião do Conselho Municipal de Segurança

A Primeira reunião do recém criado Conselho Municipal de Segurança, aconteceu em 24 de novembro na sala de reuniões da Prefeitura Municipal, contando com a presença de conselheiros nomeados através do Decreto nº 4950/2014, o Secretário de Cidadania e Direitos Humanos, Nelson Lorençone e o Prefeito Edgar Rossi.

O objetivo desta primeira reunião era eleger, dentre os conselheiros, os membros executivos do Conselho, que ficou com a seguinte composição:

PRESIDENTE: Dr. Nilson Diniz, delegado da polícia civil
VICE-PRESIDENTE: Drª Silvana Borges, representante da OAB
1º SECRETÁRIO: Marcelo Amaral, representante da SMCDH
2º SECRETÁRIO: Luiz Carlos Mansur, representante das associações de moradores
Outra decisão importante foi referente à indicação dos membros que irão fazer parte do Conselho de Transporte, Usuários, Mobilidade e Trânsito, representando o Conselho de Segurança, sendo escolhido o Sr. Lafaete Jacomel como titular e Luiz Carlos Kresinski como suplente.

A reunião transcorreu de maneira bastante produtiva, e a escolha do delegado da polícia civil, Dr. Nilson Diniz, como presidente, foi bastante comemorada pelos demais conselheiros, pois garante assim medidas efetivas de segurança pública, tendo em vista a vasta experiência do policial na área; em contrapartida Dr. Nilson solicitou o empenho de todos os demais conselheiros e cidadãos, na luta por uma segurança pública mais efetiva e melhor estruturada em nosso município.
Na ocasião o Secretário Nelson Lorençone transmitiu aos demais as ações com relação ao concurso público da Guarda Municipal, que está em fase final de chamamento para o teste de aptidão física, sendo que a última etapa, também de caráter eliminatório, será o curso de formação dos novos guardas, e a contratação dos classificados irá aguardar as etapas finais e os respectivos prazos a serem seguidos, para a efetiva nomeação dos concursados.

O Prefeito Edgar Rossi cumprimentou a todos, desejando sucesso às ações a serem implementadas, consignando o total apoio do Poder Executivo as deliberações dos conselheiros.

Assessoria de Comunicação
Prefeitura Municipal de Pontal do Paraná

DEPARTAMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS SOBRE DROGAS PARTICIPA DA SIPAT – 2014 – TECHNIP – TECHINT – TTP 76 COMO PALESTRANTE

TechintA Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos – Departamento de Políticas Públicas Sobre Drogas, foi convidada pela TECHNIP – TECHINT – TTP 76 a estar palestrando sobre o tema “Diga não as Drogas”, na SIPAT 2014.
“As ações e parcerias desenvolvidas pelo Departamento de Políticas Públicas Sobre Drogas, com a Polícia Federal através do investigador Alessandro Vivone e com o Comitê de Saúde Mental – Fernando Silva, vem de forma categórica mostrando a credibilidade da nossa equipe, que se estende ao atendimento da SIPAT – 2014 da TECHNIP – TECHINT – TTP 76, que muito nos honra, estamos colhendo os frutos plantados já no início do Governo Edgar Rossi, onde este determinou ao Secretário Nelson Mademar a intensificação da prevenção do uso e abuso de drogas do município, e graças a Deus os resultados estão sendo desenvolvidos diariamente, com jovens e famílias desestruturadas ”. Comentou o diretor Paulo Amódio.

Governo estadual e Appa avançam na revisão da Poligonal do Porto

poligonalO Governo do Paraná deu mais uma demonstração de que pretende mudar as regras como esperam empresários que pretendem instalar terminais portuários em Pontal do Paraná e em Embocuí.

Os secretários estaduais da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, e de Planejamento, Cássio Taniguchi, participaram nesta terça-feira (18), em Paranaguá, da reunião do Grupo de Trabalho criado para analisar e propor mudanças na Poligonal do Porto de Paranaguá.

A poligonal é uma área geográfica, de interesse portuário federal delegada à Autoridade Portuária, que no caso do Estado do Paraná é exercida pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). Ela abrange uma faixa de área contínua, que inicia na entrada da baía Paranaguá através de Pontal do Sul, passando pelas atuais instalações da Techint e do futuro Porto Pontal, envolve as Ilhas da Cotinga, e do  porto atual de Paranagua e avenidas do seu entorno, terminais de inflamáveis da Transpetro, Cattalini, Fospar, dirigindo-se até Antonina envolvendo o Terminal da Ponta Félix e o Porto Barão de Tefé.

Dentro da poligonal, as empresas privadas têm de se submeter a regras do Porto Organizado em várias questões, inclusive em relação à contratação de mão de obra, que por lei deve ser sindicalizada, hoje exclusiva dos TPAs (Trabalhadores Portuários Avulsos), através do OGMO (Órgão Gestor de Mão de Obra).

Os empresários, claro, querem impor as regras de mercado. Têm interesse em rever a Poligonal as empresas que já operam no porto e ainda o proprietário do futuro Porto de Pontal, João Carlos Ribeiro  e seus sócios, além do projeto do Novo porto do Embocuí, em Paranaguá.

A Secretaria dos Portos (SEP) deu prazo até 30 de novembro para que os portos atualizem suas documentações dentro das novas regras do marco regulatório do setor, a Lei dos Portos.

O Governo do Paraná e a Appa anunciaram que vão apresentar os mesmos documentos já encaminhados ao governo federal, mas vão aproveitar para rever a poligonal. “Temos um PDZPO (Planos de Desenvolvimento e Zoneamento dos Portos) amplamente discutido e aprovado por toda a comunidade portuária. No entanto, o documento não foi aceito pela SEP, por ser muito complexo. Foi pedido que resumíssemos este material, além de voltar a discutir a poligonal do porto”, alega Dividino.

O grupo de trabalho foi formado por representantes da Fecomercio (Federação do Comércio do Paraná), Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), Fetranspar (Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná), Ocepar (Organização das Cooperativas do Paraná), Capitania dos Portos, Conselho de Autoridade Portuária e Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística.

A equipe, que representa em sua maioria os interesses privados, vai realizar reuniões quinzenais para discutir a atualização do material, verificar possíveis não conformidades e propor um modelo final dos documentos.

Depois de tudo pronto, trabalhadores e comunidades locais poderão opinar. “O intuito é, após finalizar estas discussões, apresentarmos o resultado para toda a comunidade – incluindo, trabalhadores, sociedade organizada, municípios”, antecipou Dividino.

Na “dependência” – Taniguchi saiu da reunião desta terça-feira dizendo que o plano de desenvolvimento do litoral depende da revisão da poligonal. Segundo a Agência Estadual de Notícias, o secretário de Planejamento apresentou os projetos do governo para melhorias no Litoral paranaense. “A iniciativa de promover o debate é importante para que possamos discutir propostas que estão sendo elaboradas no governo. Algumas questões são polêmicas e por isso é importante a discussão. Agora vamos elaborar plano de desenvolvimento do Litoral e haverá necessidade de debates. Teremos muitas ideias novas e resultados positivos”, afirmou Taniguchi.

As melhorias que o projeto prevê para o Litoral contemplam diferentes áreas como acessos, saneamento, turismo e indústrias. “Todos estes estudos vão depender da revisão da poligonal para serem viabilizados. Por isso este fórum é tão importante”, tascou Taniguchi.

Certeza – “Pepe Richa” foi mais claro sobre a intenção do governo. “A ideia é promovermos uma ampla discussão com diversos setores para que eles apresentem, cada sob seu viés, como se faz necessária a revisão da poligonal”, explica o secretário de infraestrutura.

Ainda na reunião, o diretor de Meio Ambiente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Marco Aurélio Ziliotto, apresentou o Zoneamento Ecológico Econômico do Litoral, do Instituto de Terras, Cartografia e Geociências do Paraná, e falou sobre o que o Porto vem fazendo na área ambiental. “Com a obtenção de dezenas de licenças e com Gestão Ambiental Integrada, estamos executando os projetos dos Portos do Paraná integrando proteção, conservação e desenvolvimento econômico”, afirma.

TERCEIRO ENCONTRO – Este foi o terceiro encontro do Grupo de Trabalho que irá propor um novo desenho da poligonal do Porto de Paranaguá, além de revisar os Planos de Desenvolvimento e Zoneamento dos portos de Paranaguá e Antonina (PDZPO).

Foto: Appa e Correio do Litoral