DISCUSSÃO TERMINA EM TIROS EM PONTAL DO SUL

 

12299240_10204489857958257_45336205334832685_n

Uma discussão em Pontal do Sul, na cidade de Pontal do Paraná, acabou terminando em tiros.

O autor dos disparos foi localizado e apreendido em sua própria casa. Ele portava uma espingarda calibre 12. Outros dois rapazes, que também estavam envolvidos na discussão, também foram localizados. Com eles foi encontrada uma pequena quantia de maconha.

Todos foram encaminhados à delegacia de Ipanema para os procedimentos cabíveis

Polícia Rodoviária Federal (PRF) faz a maior apreensão de maconha já registrada em toda a sua história no Paraná.

Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu aproximadamente 24 toneladas de maconha nesta segunda-feira (23) no Paraná.
A droga estava no bitrem de Paranavaí abordado no posto de fiscalização no distrito Porto Camargo, região noroeste do estado. As drogas estavam na carroceria da carreta, escondidas em uma carga de milho.
Durante abordagem o motorista apresentou uma nota fiscal de soja. A pesagem oficial será divulgada nas próximas horas. Trata-se da maior apreensão de maconha já registrada pela PRF em toda a sua história no Paraná.
O motorista de 30 anos preso em flagrante por tráfico de drogas foi levado à Guaíra.

Formatura da Guarda Civil Municipal

A cerimônia de formatura da 1ª turma da Guarda Civil Municipal de Pontal do Paraná levou ao ginásio da Associação Banestado na noite de terça-feira, 24 de novembro, mais 700 pessoas.

Entre formandos familiares e autoridades, todos emocionaram-se com a apresentação da Banda de Música da Aeronáutica CINDACT – II, que veio de Curitiba para participar da cerimônia.

“É uma honra participar desta noite. Já é uma rotina da banda se apresentar em outras cidades. Nossa função é sermos um elo entre sociedade civil e aeronáutica”, disse o Sub-oficial Zampieri.

Para o comerciante de Shangri-lá, Christian Costa, a chegada da Guarda representa segurança para o comércio local. “A Guarda Municipal está nos dando segurança. No meu caso, quando os vi marchando em frente ao meu comércio, se preparando para atuar nas ruas, já achei bom. Tenho certeza que vê-los trabalhando vai ser ainda melhor.”

A implantação da Guarda Civil Municipal de Pontal do Paraná é um anseio da população, e por isso, mesmo em tempos em que todos falam em economia, o Município não mediu esforços para a implantação desse serviço.

O morador Claudinei Davoglio comemora a conquista do Município, e acredita que a Guarda será mais uma ferramenta de segurança. “A expectativa é a melhor possível. Esperamos que a Guarda Municipal venha ser um apoio e complementar o trabalho de segurança no nosso município. Com certeza, eles serão mais uma ferramenta a favor dos pontalenses.”

Para o deputado estadual Felipe Francischini, a implantação da Guarda Municipal de Pontal do Paraná é um sonho que foi realizado. “A Guarda Municipal é um sonho realizado. Discutimos sua implantação desde 2013, em inúmeras reuniões. Pretendemos auxiliar na viabilização de mais recursos para equipar a Guarda de Pontal do Paraná.”

O prefeito Edgar Rossi aproveitou a oportunidade para parabenizar os formandos e destacar a importância dos serviços que serão prestados pela Guarda Civil Municipal. “A Guarda é um desejo da comunidade, pois ela garantirá segurança para os moradores de Pontal mesmo fora da temporada, período que nosso contingente policial é reduzido. Com toda certeza, esta noite é motivo de orgulho para todos.”

Marcaram presença no evento a população de Pontal do Paraná, comerciantes locais, imprensa, secretários municipais, representante da Força Aérea, o 5ª Batalhão de Suprimentos do Exército, Corpo de Bombeiros, as Policias: Militar e Rodoviária, Guardas Civis dos município de: Matinhos e Paranaguá, e seus respectivos secretários, membros dos CONSEG, os vereadores: Ozéias Leal, Juvanete, André Camargo e Pastora Débora, e os deputados estaduais: Mauro Moraes e Felipe Francischini.

Assessoria de Imprensa

Prefeitura do Município de Pontal do Paraná

GUARDA MUNICIPAL DE PONTAL DO PARANÁ

Após uma semana de treinamentos e aperfeiçoamento a Guarda Municipal de Pontal do Paraná, deu uma pausa para um descanso. Na manhã de sábado (21),  a tropa recebeu a visita do prefeito Edgar Rossi 

 no Quartel General  no balneário Shangrilá e na ocasião receberam novos uniformes, viaturas e instrumentários e também fizeram uma foto especial com o prefeito e demais autoridades presentes. Na sequência foram para a chácara da melhor idade em Shangri-lá e fizeram um churrasco de confraternização. E a partir desta terça feira (24), após a implantação e diplomação oficial, os mesmos passam a cumprir escalas de trabalho e dificilmente poderão se reunir todos juntos para uma confraternização.

Litoral Pr News

 

PRESO EM PONTAL DO SUL APÓS ROUBO

Um roubo a farmácia foi registrado na tarde de ontem (21), pela Polícia Militar em Pontal do Sul, de imediato equipes da PM foram deslocadas para essa ocorrência, a denúncia dava conta que o autor do roubo estava danificando carros na região.

Em posse das características do suspeito, os policiais foram ao encalço do acusado, quando no meio do percurso o mesmo foi avistado, na abordagem e busca pessoal, foi encontrado com o indivíduo identificado como Esdras Fillipe Nascimento Garbin, todo o dinheiro roubado da farmácia.

Diante dos fatos vítimas e acusado foram encaminhados para a delegacia para as providências cabíveis.

Fonte Litoral Pr News

 

Governo federal quer passar gestão das praias para prefeituras

Medida provisória da presidente Dilma Rousseff transfere a gestão das praias marítimas urbanas da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) para os municípios. Hoje, as prefeituras dependem de autorização do órgão até para promover e permitir eventos de temporada.

A MP já foi aprovada pelo Senado e deve ser votado pela Câmara dos Deputados na terça-feira (24). O Plenário da Câmara dos Deputados chegou a iniciar a discussão da medida provisória nesta quinta-feira (19). A votação foi interrompida por protestos de parlamentares sobre decisão da presidência de anular a reunião do Conselho de Ética sobre a representação contra o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha.

A votação será retomada na próxima terça-feira. Já foram apresentadas 135 emendas à proposta original, a maioria tratando da venda dos terrenos de marinha.

A Medida Provisória nº 691/2015, editada no dia 31 de agosto, também foi discutida nesta quarta-feira na sessão ordinária do Grupo de Integração do Gerenciamento Costeiro (GI-Gerco), realizada na Marinha do Brasil, em Brasília.

Adesão

A transferência da gestão das praias marítimas ocorrerá a partir da assinatura de um termo de adesão do município com a União, representada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

O município interessado precisará aderir aos termos definidos na Medida Provisória, às orientações normativas e à fiscalização da SPU. Em contrapartida, o município terá direito à totalidade das receitas obtidas com as utilizações autorizadas e, ao mesmo tempo, responderá pelas ações ocorridas, pelas omissões praticadas e pelas multas e indenizações decorrentes.

O termo de adesão vai priorizar o fortalecimento do Projeto de Gestão Integrada da Orla Marítima (Projeto Orla), uma ação conjunta do Ministério do Meio Ambiente (MMA), por intermédio da Gerência Costeira, e do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), no âmbito da SPU.

A transferência da gestão não vale para corpos d’água, áreas consideradas essenciais à estratégia de defesa nacional, áreas reservadas à utilização de órgãos e entidades federais, áreas destinadas à exploração de serviço público de competência da União, e áreas situadas em unidades de conservação federais.

Terrenos de Marinha – A medida provisória também dispõe sobre a alienação de imóveis da União em áreas urbanas consolidadas, localizados em municípios com mais de 100 mil habitantes. A MP 691 prevê que, nestes municípios, os chamados terrenos de marinha – em que a União mantém o domínio pleno e o ocupante paga uma taxa anual pelo uso – poderão ser adquiridos pelos atuais moradores (foreiros) com um desconto de 25% sobre o valor de mercado. Com a venda, o terreno passará para o domínio pleno do comprador. No Litoral do Paraná apenas Paranaguá seria afetada.

Fonte : Correio do Litoral