Ação da Guarda Municipal recupera celular furtado

Furto de celular no Posto de saúde de Pontal do Sul

A equipe Charlie da Guarda Municipal de Pontal do Paraná foi acionada as 09h20min na manha desta quinta feira dia 23/03, para dar atendimento ao Posto de Saúde de Pontal do Sul, onde ocorreu um furto.   

Ao chegar ao local foram informados pela solicitante que suspeitavam de um paciente de nome Fabrício Garcia de Lemos, após verificarem nas imagens das câmeras de segurança, notaram que este paciente foi o único que teve acesso a sala onde estava o celular.     

Como  tem o cadastro dos pacientes, a equipe da GM se deslocou com até onde o suspeito estava trabalhando, sendo indagado sobre o celular. 

A principio ele negou, após ser informado que existiam as filmagens onde somente ele teria entrado na sala onde se encontrava o aparelho celular, acabou confessando e entregando vindo o aparelho. 

Diante dos fatos foi dada voz de prisão e lido seus direitos constitucionais e o mesmo encaminhado juntamente com o celular, ate a delegacia de Ipanema para ser tomadas as providencias cabíveis.

Atirador abre fogo em praça na Lapa e, sem espaço na ambulância, socorristas escolhem que tem mais chance

Um homem armado abriu fogo contra um grupo de amigos que conversava na praça da Rua Santa Catarina, na Vila São José, na Lapa, região metropolitana de Curitiba. O caso aconteceu na noite desta quarta-feira (23) e terminou com um jovem de 19 anos morto e um adolescente de 17 baleado.

Ao chegarem no local do atentado, socorristas do Siate do Corpo de Bombeiros constataram duas vítimas feridas com arma de fogo. Como a ambulância comporta apenas uma pessoa e a Lapa tem apenas uma em serviço, foi necessário escolher aquele que tinha mais chance de sobreviver. Com isso, o adolescente foi levado para Unidade de Pronto Atendimento da Lapa.

Após deixarem o adolescente, os socorristas voltaram para o local do crime e tentaram levar Nelson Bruno Chuves para o hospital, porém ele acabou não resistindo e morrendo durante o trajeto.

A Delegacia da Lapa investiga o caso.

ASSALTANTES DO POSTO DE IPANEMA SÃO CAPTURADOS PELA PM

FOTO IPANEMA 2

Assaltantes efetuaram roubo a malote do Posto Ipanema, no município de Pontal do Paraná, evadindo em dois veículos, uma Camioneta L200 cor preta e um VW/Fox cor branca.
Em determinado momento, abandonaram o veiculo Fox no balneário Ipanema, e ao passarem pelo balneário de Praia de Leste, foram avistados por Policiais Militares, sendo iniciado acompanhamento tático sentido munícipio de Matinhos, com o apoio de Policiais Militares do município vizinho e do Batalhão de Patrulha Escolar que atua na região.
Os marginais então perderam o controle do veículo e bateram em um muro no Balneário Costa Azul, sendo detidos com arma, malote do estabelecimento comercial e informaram que o veículo fox é “dublê”, sendo conduzido ao quartel para confirmar a informação e constatado se tratar de veículo roubado no Alto da XV em Curitiba, em agosto de 2016.
Os rês assaltantes, os veículos, a arma e o malote com aproximadamente R$ 42.000,00 foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Ipanema para as providências cabíveis.

fOTO iPANEMA 1

 

GUARDA MUNICIPAL LOCALIZA MENOR

A equipe Bravo da Guarda Municipal de Pontal do Paraná em patrulhamento no balneario Santa Terezinha  por volta das 20h do dia 14/03 foi informada pela Sra. Lucelia Martins Loureço que sua filha V.W de 17 anos estava desaparecida conforme B.O 2017/15619 e a mesma repassou para a equipe as caracteristicas de sua filha.

As 4:50 do dia 15/03 a equipe em patrulhamento pela rua Didio Costaem Praia de Leste  avistou uma menina com as mesmas caracteristicas repassadas, sendo assim a equipe conversou com a menor e constatou se tratar de V.W.

Imeditamente foi comunicado ao Conselho Tutelar, contatado com a mãe e encaminhada a delegacia para procedimentos cabíveis.

GUARDA MUNICIPAL PRENDE ELEMENTO COM MANDADO DE PRISÃO

17308984_1871526249727095_1003483789569279748_n
Em patrulhamento no Balneário Canoas na rua Roque Frederico Sabino, uma equipe da Guarda Municipal verificou dois indivíduos em atitudes suspeitas Ao efetuarem a abordagens os GCMs perceberam forte odor de susbtstancia análoga a maconha .

Quando efetuavam a revista pessoal, um dos indivíduos de nome Luan Eloir dos Santos Machado  confessou que tinha acabado consumir maconha. Ao consultar o sistema foi constatado que Luan possui em seu desfavor um mandado de prisão em aberto pelo art 157 (roubo), diante do fato  recebeu voz de prisão, foi utilizado algema conforme sumula 11 do STF e conduzido à delegacia de Polícia Civil de Ipanema para serem tomadas medidas cabíveis. Outro elemento foi liberado pois tinha a seu desfavor.

 

Chapecoense anuncia valor das doações para vítimas da tragédia

Chapecoense Palmeiras Amistoso Homenagem Familias 21/01/2017

A Chapecoense anunciou nesta quinta-feira quanto cada família irá receber como doação para auxílio devido à tragédia de avião que vitimizou 74 pessoas em novembro do ano passado, a maioria jogadores e membros da comissão técnica da equipe catarinense.

Ao todo, foram levantados desde o acidente R$ 2.977.360,37 em rendas de jogos e doações diversas. Isso será dividido por 68 famílias, com cada uma recebendo R$ 43.784,71. Retirados os 8% de impostos, serão R$ 40.281.93 líquidos.

Receberão o dinheiro tanto as famílias dos atletas e funcionários falecidos como também os familiares dos quatro sobreviventes: o zagueiro Neto, o lateral Alan Ruschel, o goleiro Follmann e o jornalista Rafael Henzel.

Em documento, a Chape também ressaltou que parte das doações ficarão com a própria equipe, “com o propósito específico de auxílio à reconstrução da mesma”.

A maior parte do dinheiro levantado para o clube de Chapecó veio do amistoso entre Brasil e Colômbia, no Rio de Janeiro, que conseguiu R$ 1.050.811,75.

Depois, aparecem doações de empresas diversas, com R$ 700.000,00, e também o amistoso entre Chapecoense e Palmeiras, que gerou mais R$ 641.116,46.

As doações contabilizadas foram feitas até o dia 16 de fevereiro.

Chapecoense Doações

TRE nega provimento e Marcos Casquinha corre risco de ser cassado

Resultado de imagem para fotos casquinha derretendoO prefeito eleito de Pontal do Paraná Marcos Casquinha perdeu mais um recurso no dia de hoje.
O Tribunal Regional Eleitoral por unanimidade rejeitou o embargos de declaração , medida está que visava suspender os efeitos do julgamento do mês passado onde Casquinha foi derrotado por unanimidade.

Agora só resta recurso ao TSE em Brasília,caso seja derrotado casquinha poderá ter a diplomação cancelada e perde o cargo de prefeito,ficando inelegível por 8 anos.

Fonte Litoral News

Veja documento oficial do TRE:

MAIS UM VEÍCULO RECUPERADO PELA GUARDA MUNICIPAL DE PONTAL DO PARANÁ

logomarca guarda oficial

Na madrugada de 02 de Março, por volta das 02h30min uma guarnição da Guarda Municipal de Pontal do Paraná realizava patrulhamento no Balneário Pontal do Sul, quando avistaram um veículo parado na área de restinga.

A equipe dirigiu-se até o local e no interior do veículo não encontrava-se nenhum ocupante. Os Guardas Municipais consultaram o sistema de informações  e constataram que havia um registro de furto  desse veículo Ford Fiesta placas LYX-5726 cor azul do município de Araucária.

O referido veículo havia sido furtado no dia 27 de fevereiro no Balneário Praia de Leste, município de Pontal do Paraná.

Os GM’s verificaram o interior do carro e havia vários objetos pessoais, entre mochilas, ventiladores e um aparelho celular.

Diante dos fatos, a equipe com o apoio do guincho da Polícia Militar recolheu o veículo ao pátio da Delegacia de Ipanema, onde aguardará o proprietário para a entrega do seu bem, recuperado pela Guarda Municipal.

Veículo usado em assalto pode estar no litoral


 

 

Atenção moradores no litoral do Paraná um veículo parecido com o da imagem de placas FLB-7446 foi usado em um roubo na tarde de ontem.

Segundo a vítima o mesmo seguia pela a estrada da Quintilha quando foi abordado pelo veículo Uno cor azul, placas FLB-7446, do interior saíram três indivíduos, sendo que um deles portando uma arma de fogo, anunciou o tomara a motocicleta HONDA/CB 1000R de Cor Vermelha ano 2015 de placa BAP-5885 e empreenderam fuga.

Devido a vítima ter jogada a chave da motocicleta no mato no momento da abordagem, o mesmo acabou sendo vítima de uma coronhada.

Qualquer informação sobre o veículo  usado no crime, ligue imediatamente para a Polícia Militar no número 190 ou Guarda Municipal através do 153, não precisa se identificar.

Fonte Cidadão em Ação

Ex prefeito Edgar Rossi, presidentes da Aciapar e Rotary, são convocados para reunião de emergência na Techint

Aconteceu importante reunião na manhã desta quinta feira (02) na sede da Techint, em Pontal do Sul.

O principal assunto é a preocupação da direção da Techint com os rumos para o desenvolvimento das empresas no município.

As medidas que vem sendo tomada pelo Governo Federal, poderá paralisar a sequência de obras e gerar uma demissão em massa no próximo ano.

Atualmente o quadro é de 2.500 funcionários , sendo 2.200 moradores em Pontal do Paraná e em todo litoral.

Segundo os diretores da Techint a mudança de planos do conteúdo local que era de 65℅ foi reduzido para 15℅ .
A abertura para o mercado internacional poderá fazer a Techint perder contratos para a China que entrou de cabeça no mercado Brasileiro.

O ex prefeito Edgar Rossi, marcou para a próxima semana uma reunião na Casa Civil do Governo do Estado , juntamente com diretores da Techint e das entidades, para que os governantes possam tomar conhecimento dos riscos que o Estado do Paraná está correndo e principalmente nossa cidade e entrar nessa briga.

Na semana passada o Prefeito Marcos Casquinha e o presidente da Câmara Binho também estiveram reunidos com diretores da Techint , onde tomaram conhecimento da situação.

Veja matéria completa da Gazeta do Povo do final de semana

A unidade da Techint em Pontal do Paraná, responsável por construir plataformas para exploração de petróleo, vive um paradoxo. Ao mesmo tempo em que vai entregar seu maior projeto neste ano – resultado de um contrato de US$ 889 milhões com a Petrobrás –, convive com os esqueletos do calote de R$ 200 milhões da OSX, de Eike Batista, e tem o seu futuro indefinido devido a mudanças nas regras de contratação do setor petroleiro.

A Techint está instalada na entrada da Baía de Paranaguá, na Ponta do Poço, em Pontal do Paraná, município do litoral paranaense com 25 mil habitantes. O terreno em meio à Mata Atlântica foi comprado em 1981 e, durante aquela década, a empresa deu início a sua operação ao construir a sua primeira plataforma de exploração de petróleo para a Petrobras. Depois, ficou cerca de quinze anos parada, sem nenhum contrato em vigor, até a retomada dos trabalhos em 2004, para a construção da PRA-1, no valor de R$ 276 milhões.

O montante passa longe das dimensões da P-76, plataforma que está sendo construída neste momento para a Petrobras. O contrato foi assinado há quatro anos por US$ 889 milhões e é o maior já feito na unidade paranaense da multinacional de origem italiana. São 2,5 mil pessoas trabalhando no local, número que chegou a quase 4 mil em 2016. A previsão – e tudo caminha dentro do prazo – é entregar a demanda até o fim deste ano.

O P-76 é um navio cargueiro velho que foi transformado para ser uma plataforma de exploração de petróleo em área de pré-sal. Módulos metálicos são instalados na parte superior do navio com a função de fazer a separação do petróleo tirado do fundo do mar do óleo, gás, água e demais resíduos que vem junto. A capacidade de armazenamento do navio é de 1,4 milhão de barris de petróleo. Depois de entregue, ele será posicionado na Bacia de Campos, região da costa litorânea do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Faixa de Infraestrutura

O governo do Paraná quer construir uma faixa de infraestrutura para alavancar a área portuária de Pontal do Paraná, localizada na Ponta do Poço, na entrada da Baia de Paranaguá. O projeto inclui a construção de uma nova rodovia que ligaria a PR-407 à zona portuária. O objetivo é desafogar a PR-412, hoje única via de acesso à Pontal do Poço. Somente a Techint opera no local e há autorização para a construção de porto privado de contêineres do grupo JCR Participações.

A Techint convive até hoje com dois esqueletos do WHP-2, nome da plataforma da OSX. O prejuízo chega a R$ 200 milhões. Como sucatear o material custa ainda mais dinheiro, os esqueletos continuam abandonados na área do estaleiro. O contraste em meio à paisagem natural do litoral paranaense é visível.

Pelo menos, espaço não falta para abrigar as estruturas. A área da Techint em Pontal tem 200 mil metros quadrados de área útil, o equivalente a 28 campos de futebol. O espaço foi ampliado a partir de 2012 justamente para atender o contrato de Eike Batista e a demanda em área de pré-sal que se desenhava para os próximos anos. Foram investidos R$ 300 milhões e o parque fabril a céu aberto ganhou capacidade para até dois projetos simultâneos e 4 mil funcionários.

Só que a promessa de alta demanda não se confirmou e as mudanças nas regras de licitação do setor petroleiro ameaçam ainda mais o futuro da Techint em Pontal do Paraná. A empresa não tem nenhum contrato assinado para 2018 até o momento e vê com preocupação a retirada da exigência de o setor petroleiro contratar até 75% de matéria-prima, equipamentos e mão de obra nacional. Deve sobrar para os 2,5 mil funcionários atuais, que podem ficar sem emprego enquanto a multinacional define o seu futuro.

Plataforma P-76

Para a plataforma P-76, o maior projeto da Techint já feito em Pontal do Paraná, a empresa construiu 15 módulos de exploração de petróleo. Os módulos são instalados na parte superior do navio e são responsáveis pela separação do petróleo da água, do óleo, do gás e dos demais resíduos. Eles também fazem a compressão do gás, o tratamento de água e geração de energia. Na parte de dentro o navio, fica armazenado o petróleo extraído. O navio é fornecido pela própria Petrobrás. A construção dos módulos aconteceu entre 2014 e 2016 e neste ano as estruturas foram colocadas em cima do navio. Agora, falta somente interligar os módulos para que eles funcionem como uma única unidade. A previsão é terminar o trabalho até o fim deste ano.

Mudança nas regras do setor petroleiro preocupa Techint

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, anunciou na semana passado que o governo vai mudar as exigências feitas nas licitações da indústria de petróleo. A partir de setembro, os contratos poderão ser feitos com apenas 25% de conteúdo local – antes o percentual chega a até 75%, dependendo do caso.

O conteúdo local se referente à quantidade mínima de mão de obra, matéria-prima e insumos que devem ser contratados nacionalmente. Como o percentual era bastante alto, a Petrobras e as demais operadoras contratavam empresas instaladas no Brasil, como a Techint, para fazer o serviço.

Agora, com a mudança na regra, a multinacional de origem italiana prevê a competição dos países asiáticos. “Aqui temos exigências trabalhistas e ambientais que elevam os nossos custos a 20%, 30% do que é cobrado pelos estaleiros asiáticos, isso quando não há dumping. Se baixarem o conteúdo local, eles [exploradores de petróleo] vão preferir comprar [plataformas] da Ásia”, afirma Luis Guilherme de Sá, diretor comercial da Techint.

O governo alega que não existem fornecedores preparados em número suficiente para atender as exigências de conteúdo local. Com isso as empresas que constroem plataformas para exploração de petróleo acabam não cumprindo a meta e importando componentes, o que resulta em multas e encarece o contrato.

O diretor da Techint, porém, rebate a tese do governo. Ele diz que há no país fornecedores e mão de obra em número suficiente e que a regra mais branda vai resultar em perda de empregos, com projetos sendo executados no exterior.

Fonte: Face Taico (editado)